Adesão às orientações prescritas em domicílio para pacientes com sequela de Acidente Vascular Encefálico

Camilla Corrêa Garcia, Fernanda Romaguera Pereira dos Santos, Keyla Mara dos Santos, Nubia Berenice Negri

Resumo


Introdução: Após um acidente vascular encefálico (AVE) pacientes passam por instituições de reabilitação, porém parte da recuperação ocorrerá no domicílio. Objetivos: Avaliar a adesão ao programa domiciliar para pacientes com sequelas de AVE. Métodos: Realizou-se avaliação clínica questionários em nove indivíduos com sequela pós-AVE. Em seguida, foi entregue e explicado o manual de orientações com exercícios domiciliares. Após 15 dias realizou-se contato telefônico para enfatizar a importância do seguimento das orientações e ao final de 30 dias realizou-se a reavaliação. Resultados: Em treze das dezessete tarefas os pacientes aderiram às orientações. Em 14 tarefas menos da metade dos pacientes realizou por mais de 80%. As barreiras mais citadas foram: dificuldade, dor e desmotivação. Os facilitadores foram: expectativa de recuperação e manual de orientações. Conclusão: Pacientes com sequela de AVE mostraram baixa adesão às orientações prescritas em domicílio, no entanto apresentaram melhora em relação à mobilidade após as orientações da fisioterapia.


Palavras-chave


Acidente Vascular Cerebral; Visita Domiciliar; Atividades Cotidianas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v17n2.8023

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.