Consciência histórica, história e cultura afro-brasileira num diálogo intertextual

Sueli do Nascimento, Diogo da Silva Roiz

Resumo


A pesquisa foi desenvolvida na linha de pesquisa História, Sociedade e Educação sobre o ensino da História e da Cultura Afro-Brasileira, com o objetivo de fomentar mudanças na consciência histórica, pela via transitiva ingênua freireana, e pela via prévia rüseniana, a partir do saber histórico dos/as acadêmicos/as dos cursos superiores em Engenharia da Computação, Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas, Tecnologia em Desenvolvimento de Jogos Digitais e Engenharia Civil, em 2018 e 2019. Os conteúdos integraram a elaboração e a representação narrativa da continuidade temporal – passado, presente e futuro -, com base: numa pesquisa-ação e num tratamento qualitativo dos dados, intermediados por linguagens culturais (obras literárias, filmes e documentários brasileiros) do século XVIII ao XXI, escolhidos entre os nomes mais representativos de cada área. A conclusão é que o processo de formação da consciência histórica foi atingido, tanto em relação à desconstrução das ideias maniqueístas e à linearidade histórica, quanto aos discursos racistas e egocentrados.


Palavras-chave


Consciência histórica; História e cultura afro-brasileira; Educação reflexiva.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, Machado de. Pai contra mãe. Porto Alegre: Artes e Ofícios Editora Ltda, 2007.

AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. São Paulo: Objetivo, Ano: s/d.

BARRETO, Lima. Clara dos Anjos. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

BRASIL. Lei nº. 10.639 de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.639.htm. Acesso em: 30 ago. 2018.

FREIRE, Paulo. À sombra desta mangueira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

FREIRE, Paulo. Conscientização. São Paulo: Cortez, 2016.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra: 2002.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Rio Janeiro: Paz e Terra, 1981.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Política e educação: ensaios. São Paulo: Cortez, 2001.

GONÇALVES, Ana Maria. Um defeito de cor. Rio de Janeiro: Record, 2017.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

MBEMBE, Achille. Crítica da razão negra. Tradução: Marta Lança. Portugal: Antígona, 2017.

ROIZ, Diogo da Silva. A batalha pelo uso da “temporalidade”: projetos de escrita da história para pensar o Brasil entre os “homens de letras” de São Paulo no início da década de 1930. In: ROIZ, Diogo da Silva; GOMES, Geovane Ferreira; SANTANA, Israel José (Org.). Direitos Humanos e o Pensamento Social Brasileiro. 1. ed. Serra: Editora Milfontes, 2018. 280p.

ROIZ, Diogo da Silva. (Org.). A prática da história intelectual e dos intelectuais: ideias, movimentos e ações.Jundiaí: Paco Editorial, 2017.

RÜSEN, Jörn. A História entre a Modernidade e a Pós-modernidade. História: questões e debates, Curitiba, v. 14, n. 26/27, p. 80-101, jan./dez. 1997.

RÜSEN, Jörn. Aprendizagem histórica: fundamentos e paradigmas. Tradução: Caio da Costa Pereira, Daniel Martineschen, Peter Horst Rautmann, Sibele Paulino. Curitiba: W. A. Editores, 2012.

RÜSEN, Jörn. Cultura faz sentido: orientações entre o ontem e o amanhã. Tradução: Nélio Schneider. Petrópolis: Vozes, 2014.

RÜSEN, Jörn. História viva - Teoria da história III: forma e funções do conhecimento histórico. Trad. Estevão de Rezende Martins. Brasília: UnB, 1. Reimp, 2010a.

RÜSEN, Jörn. Reconstrução do passado - Teoria da história II: os princípios da pesquisa histórica. Tradução: Asta-Rose Alcaide. Revisão Técnica: Estevão C. de Rezende Martins. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2010b.

RÜSEN, Jörn. Teoria da história: uma teoria da história como ciência. Tradução: Estevão C. de Rezende Martins. Curitiba: Editora UFPR, 2015.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v19n2.16130

Direitos autorais 2020 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
e-ISSN: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br

Cadernos de Pós-graduação ©2020 Todos os direitos reservados.