A crítica à ciência moderna e um caminho para o diálogo em tempos de pós-verdade

Lilian Veiga Vinhas, Maria Angela Boccara de Paula

Resumo


Neste artigo, apresenta-se a questão da crítica à ciência moderna, articulando-a com o fenômeno da pós-verdade, por meio de uma revisão narrativa da literatura. Inicialmente, um breve histórico recorda o surgimento da ciência moderna, e apresentam-se duas críticas a seu respeito: a fragmentação dos saberes e o mito da objetividade científica. Delineia-se, então, o cenário atual que caracteriza a pós-verdade e, finalmente, reflete-se sobre a comunicação pública da ciência e a educação, nesse contexto, com base nas críticas à ciência apresentadas. 


Palavras-chave


Ciência moderna; Pós-verdade; Educação; Comunicação pública da ciência.

Texto completo:

PDF

Referências


CASTELFRANCHI, Y. Divulgação Científica na Era da Informação. Campus Virtual Fiocruz, 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=KdErbQ1iGPc. Acesso em: 31 out. 2019.

CHAMBERS, R.; CONWAY, G. R. Sustainable rural livelihoods: practical concepts for the 21st century. IDS Discussion Paper, [s. l.], v. 296, p. 1-29, jan. 1992.

GOULD, S. J. A Falsa Medida do Homem. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

HARMAN, P. M. A Revolução Científica. São Paulo: Editora Ática, 1995.

HENRY, J. A magia e as origens da ciência moderna. In: A Revolução Científica e as origens da Ciência Moderna. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1998.

MALET, A. Divulgación y popularización científica en el siglo XVIII: Entre la apología cristiana y la propaganda ilustrada. Quark: Ciencia, medicina, comunicación y cultura, [s. l.], n. 26, p. 13-23, 2002.

MARICONDA, P. R. Pablo Rubén. Galileu e a Ciência Moderna. Cadernos de Ciências Humanas - Especiaria, [s. l.], v. 9, n. 16, p. 267- 292, 2006.

MORAIS, R. de. Filosofia da Ciência e da Tecnologia: Introdução Metodológica e Crítica. Campinas: Papirus, 2002.

MORAIS, R. de. Ciência e Tecnologia. Campinas: Editora Alínea, 2007.

MORIN, E. A Cabeça Bem-Feita. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

MORIN, E. Ciência com Consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

MORIN, E. Educação e complexidade: os sete saberes e outros ensaios. São Paulo: Cortez, 2007.

MOSÉ, V. Nietzsche hoje: sobre os desafios da vida contemporânea. Petrópolis: Vozes, 2018. a.

MOSÉ, V. O contemporâneo e a Educação. 2018b. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=hyVBULSDimI. Acesso em: 23 maio. 2020.

MOSÉ, V. O poder e as redes. In: FILHO, C. de B. et al. (Orgs.). Política: Nós também sabemos fazer. Petrópolis: Vozes, 2018c.

MOSÉ, V. A espécie que sabe: do homo sapiens à crise da razão. Petrópolis: Vozes, 2019.

OXFORD DICTIONARIES. Word of the Year 2016. 2016. Disponível em: https://languages.oup.com/word-of-the-year/2016/. Acesso em: 3 fev. 2020.

ROBBINS, P. T. The reflexive engineer: Perceptions of integrated development. Journal of International Development, [s. l.], v. 19, n. 1, p. 99–110, 2007.

SÁNCHEZ MORA, A. M. A divulgação da ciência como literatura. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2003.

SANTOS, B. de S. Um discurso sobre as ciências na transição para uma ciência pós-moderna. Estudos Avançados, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 46–71, mai./ago.1988.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v19n2.18373

Direitos autorais 2020 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
e-ISSN: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br

Cadernos de Pós-graduação ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional