Intervenção dos Estados Unidos na política local de Pernambuco através do acordo de educação da aliança para o progresso (1961-1964)

Leonardo Laguna Betfuer

Resumo


O presente artigo analisa o uso político da Educação feito pelos Estados Unidos, através da Aliança para o Progresso, para interferir na política do estado de Pernambuco. Isso foi feito por meio da assinatura de um convênio de Educação com o governador Cid Sampaio (UDN), com o objetivo de favorecer o seu governo e ingerir nas eleições estaduais de 1962. Reportagens da época levavam o governo dos Estados Unidos a crer que a região Nordeste e Pernambuco, especificamente, eram locais perigosos devido a pobreza e as forças políticas e sociais que disputavam o poder. Sugestionada pela Revolução Cubana (1959), a administração Kennedy (1961-1963) lançou a Aliança para o Progresso, um programa de ajuda econômica para desenvolver a América Latina, apoiar regimes democráticos, e promover a melhoria da qualidade de vida da população, contra a subversão comunista. Aos olhos dos Estados Unidos, as eleições para o governo do estado de Pernambuco entre João Cleofas (UDN) e Miguel Arraes (PST) metaforizaram um conflito entre liberdade e comunismo, respectivamente. Após a vitória de Arraes, os Estados Unidos passaram a dificultar o pagamento das verbas do convênio de educação e muito pouco foi feito de fato, além de propaganda política.


Palavras-chave


aliança para o progresso; Brasil e Estados Unidos; guerra fria; Pernambuco; educação

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, B. J. P. Revisitando as ligas camponesas: lideranças e disputas internas do movimento camponês. REVISTA IDEAS (ONLINE), v. 9, p. 202- 224, 2018. Disponível em: https://revistaideas.ufrrj.br/ojs/index.php/ideas/article/view/142/141. Acesso em: 21/12/2019.

BANDEIRA, L. A. M. Presença dos Estados Unidos no Brasil: dois séculos de história. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

BARROS, A. V. G. de. A pobreza como estopim da revolução: a Aliança para o Progresso em Pernambu-co (1959-1964). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Filosofia e Ciências Hu-manas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/28092. Acesso em: 12/03/2019.

BETFUER, L. L. Pernambuco e a Aliança para o Progresso: ajuda econômica regional no Brasil de João Goulart (1961-1964). 2019. Dissertação (Mestrado em História Econômica) – Faculdade de Fi-losofia Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019. doi:10.11606/D.8.2019.tde-07112019-171552. Acesso em: 07/05/2020.

BURNS, E. B. The unwritten alliance: Rio-Branco and Brazilian-American relations. New York [Esta-dos Unidos]: Columbia University Press, 1966.

CASTRO, J. Geografia da Fome. Rio de Janeiro: Antares, 1984.

CASTRO, J. Sete palmos de terra e um caixão. Lisboa: Editora Seara Nova, 1975.

COELHO, G. MCP: História do Movimento de Cultura Popular. Recife: Ed. do Autor, 2012.

CONSULADO DOS ESTADOS UNIDOS. Report. Recife to State Department, Mar 23, 1963. Disponível em: https://repository.library.brown.edu/studio/item/bdr:353895/ Acesso em: 29/11/17.

CONSULADO DOS ESTADOS UNIDOS. Telegram nº 178, Recife to State Department, Feb 07, 1963. Disponível em: https://repository.library.brown.edu/studio/item/bdr:353951/. Acesso em 29/11/2017.

EMBAIXADA DOS ESTADOS UNIDOS. Airgram, Rio de Janeiro to State Department, Dec 17, 1964. Disponível em: https://repository.library.brown.edu/studio/item/bdr:363767. Acesso em: 29/11/17.

KIRKENDALL, A. Paulo Freire and the Cold War Politics of Literacy. University of North Carolina Press, 2010.

LEACOCK, R. Requiem for Revolution: The United States and Brazil, 1961–1969. Kent and Lon-don: Kent State University Press, 1990.

LIMA, M. do S. A. e. Construindo o Sindicalismo Rural: lutas, partidos, projetos. 2ª Ed. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2005.

LOUREIRO, F. P. Aliança para poucos: ajuda econômica norte-americana para estados brasileiros duran-te o governo João Goulart (1961-1964). 2017. (Tese de Livre Docência) – Instituto de Relações Internacionais, Universidade de São Paulo, USP, Brasil, 2017.

LOUREIRO, F. P. Empresários, Trabalhadores e Grupos de Interesse: a Política Econômica nos Governos Jânio Quadros e João Goulart (1961-1964). ed. São Paulo: UNESP/FAPESP, 2017.

LOUREIRO, F. P. The Alliance For or Against Progress? US–Brazilian Financial Relations in the Ear-ly 1960s. Journal of Latin American Studies 46 (02), 2014, p. 323– 51.

PAGE, J. A Revolução que nunca houve: o Nordeste do Brasil (1955-1964). Rio de Janeiro: Editora Record, 1972.

PAIVA, V. História da educação popular no Brasil: educação popular e educação de adultos. São Paulo: Loyola, 2003.

PANDOLFI, D. C. Pernambuco de Agamenon Magalhães. Recife: Fundação Joaquim Nabuco - Editora Massangana, 1984.

PORFÍRIO, P. F, de A. Pernambuco em perigo: pobreza, revolução e comunismo (1959-1964). 2008. Dissertação (Mestrado em História). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.

ROETT, R. The politics of foreign aid in the Brazilian Northeast. Nashville, TN: Vanderbilt Univer-sity Press, 1972.

SANTIAGO, V. Pernambuco em chamas: a intervenção dos EUA e o golpe de 1964. Recife: Cepe Edi-toria, 2016.

SOARES, J. A. A Frente do Recife e o Governo Arraes. São Paulo: Paz e Terra. 1982.

TAFFET, J. Foreign Aid as Foreign Policy. The Alliance for Progress in Latin America. London and New York: Routledge, 2007.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v20n2.20074

Direitos autorais 2021 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
e-ISSN: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br

Cadernos de Pós-graduação ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional