A produção científica subjugada à lógica econômica: elementos para uma análise crítica

Neide de Almeida Lança Galvão Favaro, Priscila Semzezem

Resumo


A pesquisa é fundamental para o desenvolvimento humano e social, mas ela adquire distintos contornos na sociabilidade atual. Este estudo analisa a condição da produção científica brasileira, a partir da apreensão de seus determinantes econômicos. A compreensão destes elementos, suas causas e efeitos, tem raízes profundas, arraigadas na complexidade das transformações em curso. Para contribuir com seu desvelamento, recuperaram-se os fundamentos da relação do capital, com base na teoria marxista. São identificadas as contradições presentes e seus mecanismos econômicos, políticos e ideológicos que afetam a universidade brasileira e o trabalho docente. Nessa sociabilidade, a atividade científica tem contribuído diretamente para assegurar a reprodução do capital, estando subsumida à lógica mercantil, embora ela seja essencial para a promoção da emancipação humana. Alterar esta situação não é algo simples, exige uma luta radical.

 

 


Palavras-chave


capital; economia política; educação; produção científica.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, Perry. Balanço do Neoliberalismo. In: Emir, Sader; GENTILI, Pablo Gentil (Org.) Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995, p. 9-37.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: 1988. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

CARVALHO, Maria do Carmo Brant de. O conhecimento da vida cotidiana: base necessária à prática social. In: CARVALHO, Maria do Carmo Brant de CARVALHO, Maria do Carmo Brant de; NETTO, José Paulo. Cotidiano: conhecimento e crítica. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2011, p. 13-63.

FREDERICO, Celso. Marx na pós-modernidade. In: TEIXEIRA, Francisco; FREDERICO, Celso. Marx no século XXI. 2. ed. São Paulo, Cortez, 2009, p. 141-197.

GRUPO BANCO MUNDIAL. Um ajuste justo: análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil. Nov. 2017. Disponível em: http://documents.worldbank.org/curated/pt/ 884871511196609355/pdf/121480-REVISED-PORTUGUESE-Brazil-Public-Expenditure-Review-Overview-Portuguese-Final-revised.pdf. Acesso em: 20 set. 2018.

HARVEY, David. Condição Pós-Moderna. 13. ed. São Paulo: Loyola, 2004.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira. Notas estatísticas 2019. Brasília, Inep, 2020. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2020/Notas_Estatisticas_Censo_da_Educacao_Superior_2019.pdf . Acesso em: 15 mai. 2021.

LÊNIN, Vladimir Ilich. O imperialismo: fase superior do capitalismo. 3. ed. São Paulo: Global, 1985.

LIMA, Kátia. Expansão da educação superior brasileira na primeira década do novo século. In: PEREIRA, Larissa Dahmer; ALMEIDA, Ney Luiz Teixeira de (Orgs.). Serviço Social e Educação. Rio de Janeiro: Lumens Juris, 2013, p. 1-26.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. v. I, l. I. 2. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1985a. (Os economistas)

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. v. IV, l. III. 2. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1985b. (Os economistas)

MÉSZÁROS, I. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2009.

NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia Política: uma introdução crítica. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

PANIAGO, Maria Cristina Soares. Keynesianismo, neoliberalismo e os antecedentes da “crise” do Estado. In: PANIAGO, Maria Cristina Soares (Org.). Marx, Mészáros e o Estado. São Paulo: Instituto Lukács, 2012, p. 59-80.

PINTO, Marina Barbosa. Precarização do trabalho docente: competitividade e fim do trabalho coletivo. In: PEREIRA, Larissa Dahmer; ALMEIDA, Ney Luiz Teixeira de (Orgs.). Serviço Social e Educação. Rio de Janeiro: Lumens Juris, 2013, p. 1-26.

SANTOS, Deribaldo. Educação e precarização profissionalizante: crítica à integração da escola com o mercado. Maceió: Instituto Lukács, 2017.

SANTOS, Milena. Estado, política social e controle do capital. Maceió: Coletivo Veredas, 2016.

TUMOLO, Paulo Sergio. Trabalho, ciência e reprodução do capital. In: BERTOLDO, Edna; MOREIRA, Luciano Accioly Lemos; JIMENEZ, Susana (Orgs.). Trabalho, educação e formação humana frente à necessidade histórica da revolução. São Paulo: Instituto Lukács, 2012, p. 157-161.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n57.10655

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica

e-ISSN: 1983-9278
ISSN: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br

EccoS – Revista Científica ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional