Formação de professores e integração pedagógica das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC): da usabilidade técnica ao letramento digital

Patrícia Margarida Farias Coelho, Marcos Rogério Martins Costa, Everson Luiz Oliveira Motta

Resumo


O objetivo deste artigo é explorar a formação continuada de professores, problematizando, pelo viés da Pedagogia Social (VIEIRA, 2016; VIEIRA; VIEIRA, 2015), a integração pedagógica das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC). É um estudo inicial de investigação, de caráter exploratório, conforme Marconi e Lakatos (2003). Esta é uma pesquisa do domínio da Tecnologia Educativa (TE), porque situa as TIC em prol da função educativa e não simplesmente utilitária. Metodologicamente, este trabalho está segmentado em duas partes. Primeiramente, discutimos a formação continuada de professores e o contexto de uso das tecnologias e acesso à internet no Brasil. Em um segundo momento, exploramos o conceito de usabilidade (NIELSEN, 1990, 1993; SILIUS; TERVAKARI; POHJOLAINEN, 2003), propondo um modelo em que as TIC estejam conciliadas ao conceito de letramento digital, uma vez que a usabilidade pedagógica compreende as práticas sociais do usuário – seja ele aluno ou professor – para além dos aspectos determinados pela interação imediata entre homem e máquina. Eis o percurso que almejamos promover na formação continuada de professores no que se refere ao uso das TIC em sala de aula: da usabilidade técnica ao letramento digital.

 

 


Palavras-chave


educação; letramento digital; pedagogia social; tecnologia; usabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


AGUILAR, Guadalupe Noriega; ARJONA, Braulio Angulo; NORIEGA, Giséle Ângulo. La resiliencia en la educación, la escuela y la vida. Perspectivas docentes: textos y contextos, Tabasco, v. 58, p. 42-48, 2015. ISSN-e 0188-3313. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6349252. Acesso em: 31 ago. 2021.

AKKER, Jan van Den. Principles and methods of development research. In: AKKER, Jan van Den. et al. (eds.) Design approaches and tools in education and training. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 1999, p. 1-14.

ALMEIDA, Maria Elisabeth Bianconcini. A inclusão digital do professor: formação e prática pedagógica. São Paulo: Editora Articulação Universidade/Escola, 2006.

BONILLA, Maria Helena Silveira; PRETO, Nelson de Luca. Política educativa e cultura digital: entre práticas escolares e práticas sociais. Perspectiva, Florianópolis, v. 33, n. 2, p. 499-521, maio/ago. 2015. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2015v33n2p499.

COELHO, Patrícia Margarida Farias; COSTA, Marcos Rogério Martins; MATTAR, João Augusto. Saber digital e suas urgências: reflexões sobre imigrantes e nativos digitais. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 43, p. 1077-1094, 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-623674528.

COSTA, Marcos Rogério Martins; SOUSA, Jonilto Costa. Educação a Distância e Universidade Aberta do Brasil: reflexões e possibilidades para o futuro pós-pandemia. Revista Thema, v. 18, n. Especial, p. 124-135, 2020. DOI: https://doi.org/10.15536/thema .V18.Especial.2020.124-135.1832.

DAY, Christopher. Desenvolvimento profissional de professores: os desafios da aprendizagem/permanente. Porto: Porto Editora, 2001.

DOURADO, Luiz Fernandes; OLIVEIRA, João Ferreira de; SANTOS, Catarina de Almeida. A qualidade da educação: conceitos e definições. Série Documental: Textos para Discussão, v. 24, n. 22, p. 5-34. Brasília: INEP/MEC, 2007. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/490475. Acesso em: 31 ago. 2021.

FARR, Arnold L. Occupy Technology: uma leitura marcuseana da relação entre tecnologia e o potencial para mudança social. In: PUCCI, Bruno; FRANCO, Renato; GOMES, Luiz Roberto. Teoria crítica na era digital: desafios. EUA: University of Kentucky, 2014, p. 18-27.

FIORIN, José Luiz. Linguagem e interdisciplinaridade. Alea, Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p. 29-53, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-106X2008000100003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2002.

FUNDAÇÃO TELEFÔNICA VIVO. Juventude Conectada 2. São Paulo: Fundação Telefônica Vivo, 2015.

GATTI, Bernadete Angelina. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302010000400016.

GIACOMAZZO, Graziela Fátima. Rede de formação de professores da educação básica: análise dos princípios organizacionais em cursos de pós-graduação Stricto Sensu. EccoS, São Paulo, n. 37, p. 93-109, maio/ago. 2015. DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n37.5437.

GOMES, Heloisa Maria; MARINS, Hiloko Ogihara. A ação docente na educação profissional. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2004.

HACKETT, Abigail; PAHL, Kate; POOL, Steve. In amongst the glitter and the squashed blueberries: crafting a collaborative lens for children’s literacy pedagogy in a community setting. Pedagogies: an international journal. Singapura, 12:1, 58-73, 2017. DOI: https://doi.org/10.1080/1554480X.2017.1283994.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 6. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 1998.

HOUAISS. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. v. 3.0. CD-ROM. São Paulo: Objetiva, 2014.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, Antonio. Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992, p. 31-61.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínuas (Pnad C). 4º trimestre de 2016. 21 fev. 2018. Disponível em: https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/pesquisas /pesquisa_resultados.php?id_pesquisa=149. Acesso em: 31 ago. 2021.

ISO 9241:11 (ISO-Internacional Organization for Standartization). Ergonomic requirements for office workwith Visual Display Terminal (VDT). 1998.

KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e tempo docente. Campinas: Editora Papirus, 2013.

KLEIMAN, Ângela (org.). Os significados do letramento. Campinas: Mercado de Letras, 1995.

KLEIMAN, Ângela. Letramento e suas implicações para o ensino de língua materna. Signo. Santa Cruz do Sul, v. 32, n. 53, p. 1-25, dez. 2007. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/signo/article/view/242. Acesso em: 31 ago. 2021.

LANKSHEAR, Colin; KNOBEL, Michele (ed.). Digital literacies: concepts, policies and practices. Nova York: Peter Lang, 2008.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. 3. ed. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 2010.

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente. São Paulo: Cortez Editora, 1998.

LIJNSE, Pieter Lein. Developmental research as a way to an empirically based didactical structure of science. Science Education, v. 29, n. 2, p. 189-199, 1995. DOI: https://doi.org/10.1002/sce.3730790205.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

NIELSEN, Jakob. Evaluating hypertext usability. In: JONASSEN, David H.; MANDL, Heinz (eds.). Designing hypermedia for learning. Berlim: Springer-Verlag, 1990, p. 147-168.

NIELSEN, Jakob. Usability engineering. California: Academic Press, 1993.

NÓVOA, Antonio. Formação de professores e formação docente. Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992, p. 9-33.

NÓVOA, Antonio. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 116, out./dez. 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/198053144843.

OLIVEIRA, Michele Mezari; GIACOMAZZO, Graziela Fátima. Educação e cidadania: perspectivas da literacia digital crítica. EccoS, São Paulo, n. 43, p. 153-174, maio/ago. 2017. DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n43.7393

PETARNELLA, Leandro; SOARES, Maria Lúcia de Amorim. As Tecnologias Midiáticas e Digitais de Informação e Comunicação (TMDICs) e a Educação Contemporânea. EccoS, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 181-194, jan./jun. 2010. DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.v12i1.2241.

PIMENTA, Selma Garrido. Hacia una resignificación de la Didáctica? Ciencias de la Educación, Pedagogía y Didáctica?. Una revisión conceptual y una síntesis provisional. Pedagogia y Saberes, n. 39, p. 117-139, 2013. DOI: https://doi.org/10.17227/01212494.39pys117.139.

PREECE, Jennifer; ROGERS, Yvone; SHARP, Helen. Design de interação: além da interação homem computador. São Paulo: Editora Bookman, 2005.

ROJO, Roxane; MELO, Rosineide de. Letramentos contemporâneos e a arquitetônica Bakhtiniana. Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada - DELTA. São Paulo, v. 33, n. 4, p. 1271-1289, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-445057781725543649.

ROSE, David. New developments in genre-based literacy pedagogy. In: MACARTHUR, Charles; GRAHAM, Steve; FITZGERALD, Jill. (eds.). Handbook of Writing Research. 2. ed. New York: Guilford, 2015, p. 11-31.

SANTAELLA, Lucia. A ecologia pluralista da comunicação: conectividade, mobilidade, ubiquidade. São Paulo: Paulus Editora, 2010.

SILIUS, Kirsi; TERVAKARI, Anne-Maritta; POHJOLAINEN, Seppo. A multidisciplinary tool for the evaluation of usability, pedagogical usability, acessibility and informational quality of web-based coursed. Paper presented at the Eleventh International PEG Conference. São Petersburgo, 28 jun.-1º jul. 2003. Disponível em: http://matwww.ee.tut.fi/arvo/liitteet/PEG2003.pdf. Acesso em: 2 dez. 2018.

SILVA, Simone B. da. Da técnica à crítica: contribuições dos novos letramentos para a formação de professores de língua inglesa. São Paulo, 2011. 243 f. Tese (Doutorado em Letras) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

SILVA, Viviane Gomes da; GOMES, Maria João. Dos dispositivos móveis à aprendizagem ubíqua – da usabilidade técnica à usabilidade pedagógica. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación. v. extra, n. 13, p. 211-214, 2015. DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2015.0.13.610.

SOARES, Magda Becker. Alfabetização: a ressignificação do conceito. Alfabetização e Cidadania, São Paulo, n. 16, p. 9-17, jul. 1998.

SOARES, Magda Becker. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2003.

SOARES, Magda Becker. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, n. 25, p. 5-17, jan./abr. 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782004000100002.

SOUZA, Elizeu Clementino de. (Auto)biografia, histórias de vida e práticas de formação. In: NASCIMENTO, Antonio Dias; HETKOWSKI, Tânia Maria. (orgs.). Memória e formação de professores [online]. Salvador: EDUFBA, 2007, p. 59-74.

TARDIF, Maurice; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, n. 73, p. 209-244, dez. 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302000000400013.

VIEIRA, Ana Maria. A pedagogia social e a mediação na transformação dos olhares patologizadores das diferenças sociais. In: VIEIRA, Ana Maria; VIEIRA, Ricardo (orgs). Pedagogia social, mediação intercultural e (trans)formações. Porto: Profedições, 2016, p. 106-109.

VIEIRA, Ana Maria; VIEIRA, Ricardo. Fronteiras da identidade, mediação intercultural e trânsitos do self. In: NASCIMENTO, Adir Casaro; BECKER, José Licínio (orgs). Inter/multiculturalidade, relações étnico-culturais e fronteiras da exclusão. Campinas: Mercado de Letras, 2015, p. 229-258.

WEBSTER, Lee; GUNTER, Helen. How power relations affect the distribution of authority: implications for information literacy pedagogy. Journal of Information Literacy. v. 12, n. 1, p. 68-85, june 2018. DOI: https://doi.org/10.11645/12.1.2306.

ZUIN, Antonio Álvaro Soares. O plano nacional de educação e as tecnologias da informação e comunicação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 112, p. 961-980, jul.-set. 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302010000300016.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n58.11014

Citação de dados

DECLARAÇÃO DO REVISOR

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica

e-ISSN: 1983-9278
ISSN: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br

EccoS – Revista Científica ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional