Novos desafios para uma geopolítica do conhecimento. O caso do espaço europeu de educação superior (EEES) e a metodologia de aprendizagem-serviço como recurso.

Carmen Villarino Pardo Pardo Villarino

Resumo


As transformações e os novos desafios da sociedade atual são também visíveis no campo da educação em diferentes culturas. A criação de um Espaço Europeu da Educação Superior (EEES) contribuiu, em boa medida, para uma nova visão do processo de ensino e aprendizagem, com repercussões no nível da planificação, da(s) prática(s) docente(s) e dos modelos hegemônicos. Propomos, como principal objetivo, a elaboração de um projeto com a metodologia de Aprendizagem-Serviço (ApS) e de possível aplicação social –inicialmente, no âmbito da Universidade de Santiago de Compostela e na capital galega-, partindo da hipótese de que se trata de uma ferramenta com utilidade social para a inclusão cultural em âmbitos pedagógicos diversos. De entre as várias conclusões destacamos o compromisso social a partir de experiências do âmbito universitário e, nessa linha, a possibilidade de mudar a percepção social da formação em uma Faculdade de Filologia.


Palavras-chave


Cultura docente; Espaço europeu da educação superior; Serviço-aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


DEREK, B..Universidades a la venta. La comercialización de la educación superior, (trad. Vicent Climent), Valencia: PUV, 2010.

EURYDICE. La educación superior en Europa 2010: el impacto del proceso de Bolonia. Agencia Ejecutiva en el Ámbito Educativo, Audiovisual y Cultural (EACEA P9 Eurydice), 2010. .Acesso em: 3 mar 2020.

FERNÁNDEZ-SAVATER, A.. Disciplinar la investigación, devaluar la docencia: cuando la Universidad se vuelve empresa. El Diario. Madrid. 19/02/2016. Em linha: http://www.eldiario.es/interferencias/Disciplinar-investigacion-devaluar-docencia-Universidad_6_486161402.html. Acesso em: 8 jan 2020.

IACOBUCCI, G. O Processo de Bolonha: um modelo europeu de reforma do ensino superior?:O impacto nas outras regiões do mundo (o caso da América Latina e do Brasil). 2012. 133p. Dissertação de Mestrado em Letras. Universidade de Coimbra, Coimbra.

LIMA, L.; AZEVEDO, M.L. Neves de; CATANI, A. Mendes. O processo de Bolonha, a avaliação da educação superior e algumas considerações sobre a Universidade Nova. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, 13 (1), mar., 2008, p.7-36. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772008000100002. Acesso em: 3 fev.2020.

LORENZO MOLEDO et al.. Investigar para institucionalizar el aprendizaje servicio en la universidad española. RIDAS. Revista Iberoamericana de Aprendizaje Servicio, Universitat de Barcelona, 3, 2017, p.118-130. http://revistes.ub.edu/index.php/RIDAS/article/view/19112. Acesso em: 19 jan. 2020

MARTÍNEZ TEJERO, C. Questionar a investigaçom, reivindicar outro conhecimento. Capitalismo cognitivo e ética da investigaçom na atualidade. I Colóquio Internacional Galabra “Tecendo Rede. Sentidos, aplicações e cooperação na investigação em ciências humanas e sociais”, Braga-Universidade do Minho, 09-10/01/2017.

NAYDORF, J. Los cambios en la cultura académica a partir de los procesos de vinculación universidad-empresa en las universidades públicas. 2005. 415p. Tese de Doutoramento em Filosofia e Letras, Universidad de Buenos Aires, Buenos Aires. http://repositorio.filo.uba.ar/handle/filodigital/1370.

SANTOS, B. de Sousa. La Universidad en el siglo XXI: para una reforma democrática y emancipadora de la universidad. 1 ed. Trad. Ramón Moncada. Bogotá: Cuadernos Pedagógicos de la Escuela 6, 2004.

SOTELINO LOSADA, A. A aprendizaxe-servizo en perspectiva. John Dewey como referente histórico. Sarmiento, 18-19, 2015, p.145-162. http://ruc.udc.es/dspace/handle/2183/16953.

PUIG, J.M.; et al.. Aprendizaje servicio. Educar para la ciudadanía. 1 ed. Barcelona: Octaedro, 2007.

RANGEL, V. BrasilGaliza: Ensinar literatura brasileira na Galiza, algumas considerações Opiniães, 13, 2020, p.82-101.mailto:https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2018.148641.

RAUHVARGERS, A.; DEANE, C.; PAUWELS, W. Bologna Process Stocktaking Report 2009: Report from working groups appointed by the Bologna Follow-up Group to the Ministerial Conference, Leuven/Louvain-la-Neuve, 28-29/04/2009, 2009. https://media.ehea.info/file/2009_Leuven_Louvain-la-Neuve/94/7/Stocktaking_report_2009_FINAL_594947.pdf. Acesso em: 29 jan 2020.

RODRÍGUEZ VICTORIANO, J.M. La praxis de la excelencia universitária entre la paranoia de sus promotores y la culpa de sus víctimas: Hacia la recuperación del deseo docente y la universidad pública. 2016. https://josemrodriguezvictoriano.wordpress.com/2016/12/09/la-praxis-de-la-excelencia-universitaria-entre-la-paranoia-de-sus-promotores-y-la-culpa-de-sus-victimas-hacia-la-recuperacion-del-deseo-docente-y-la-universidad-publica/. Acesso em: 11 fev. 2020.

SANTOS REGO, M.A.; LORENZO MOLEDO, M.M.. Obradoiro de aprendizaxe-servizo na Universidade. Curso Programa Formación de Profesorado, Universidade de Santiago de Compostela, 2014.

SOTELINO LOSADA, A. A aprendizaxe-servizo en perspectiva. John Dewey como referente histórico. Sarmiento, 18-19, 2015, p. 145-162.http://ruc.udc.es/dspace/handle/2183/16953.

TAPIA, M.N.. La propuesta pedagógica del aprendizaje-servicio: una perspectiva latinoamericana. Tzhoecoen. Revista Científica, 3(5), 2010, p. 23-43. http://www.ugr.es/~ctriguer/Secundarias/Master/Curriculum/Bases%20del%20ApS.pdf.

UGARTE, C.; NAVAL DURÁN, C.. El desarrollo de las competencias cívicas en la universidad. Cuestiones Pedagógicas, nº.19, 2008/2009, p. 115-140.

VILLARINO PARDO, C. Posição autoral e repertório(s) no campo literário brasileiro: Nélida Piñon e O calor das coisas (1980). En RIVAS, A.. Nélida Piñon en la república de los sueños. Salamanca: Servicio de publicaciones de la USAL-CEB, 2020. (No prelo).

VILLARINO PARDO, C. Da academia ao negócio. Aplicações à empresa da pesquisa em Humanidades. Em REBELO, H. (coord..). Lusofonia: Tempo de Reciprocidades.Vol.1. Lisboa: Afrontamento, 2011, p. 259-264.

WESTERHEIJDEN, D.F. et al., The Bologna Process Independent Assessment – The first decade of working on the European Higher Education area, Comissão Europeia, 2010.https://www.researchgate.net/publication/259101023_The_first_decade_of_working_on_the_European_Higher_Education_Area_The_Bologna_Process_Independent_Assessment_-_Executive_summary_overview_and_conclusions. Acesso em: 23 jan 2020




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n54.17265

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica

e-ISSN: 1983-9278
ISSN: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br

EccoS – Revista Científica ©2020 Todos os direitos reservados.