Formação de professores de filosofia: proposições para o debate

Autores

  • Junot Cornélio Matos UFPE

DOI:

https://doi.org/10.5585/eccos.n38.6015

Palavras-chave:

Formação da Pessoa. Formação de Professor. Licenciatura em Filosofia.

Resumo

O texto tem como propósito formular algumas questões que permitam discutir a formação docente nos cursos de licenciatura em filosofia. Dessa forma, representa um esforço de buscar caminhos para superação da fragmentação na organização de tais cursos, seu descolamento em relação à escola básica e às dicotomias que marcam a própria formatação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos. No primeiro momento coloca-se como premissa básica uma perspectiva antropológica que deve perpassar todo esforço de formação docente para depois refletir sobre a mesma como tal conduzindo o debate para o problema da formação dos professores de filosofia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Junot Cornélio Matos, UFPE

Graduado e Mestre em Filosofia. Doutor em Educação pela UNICAMP. Professor do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco e Professor da PPG em Educação da UFAL.

Downloads

Publicado

17.11.2015

Como Citar

MATOS, Junot Cornélio. Formação de professores de filosofia: proposições para o debate. EccoS – Revista Científica, [S. l.], n. 38, p. 31–41, 2015. DOI: 10.5585/eccos.n38.6015. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/eccos/article/view/6015. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático - Papel Formativo da Filosofia