A atuação da defensoria pública no plano internacional

viabilidade, necessidade e possibilidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/2024.23110

Palavras-chave:

defensoria pública, direito internacional, Sistema Interamericano de Direitos Humanos

Resumo

Esta pesquisa visa compreender as possibilidades de atuação da Defensoria Pública (DP) na efetivação dos direitos humanos em âmbito internacional. A partir de uma revisão bibliográfica da teoria de Flávia Piovesan e de análise documental, analisou-se o Sistema Interamericano de Direitos Humanos, por meio da forma de atuação dos órgãos que compõem tal sistema, bem como suas funções em nível internacional. Ainda, foram delimitadas as possibilidades de participação da DP tendo em vista os pressupostos constitucionais do órgão e a evolução histórica da sua atuação. Como resultados, destaca-se a possibilidade de atuação da DP no plano do Sistema Interamericano de Direitos Humanos, bem como na proteção dos migrantes e refugiados em solo nacional e dos brasileiros em solo estrangeiro; e a baixa disponibilidade orçamentária da Defensoria Pública acaba por mitigar – nacional e internacionalmente – a abrangência dessa instituição, evidenciando o paradoxo entre viabilidade, necessidade e possibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hian Gualberto, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) / Vitória, ES - Brasil

Mestrando em Direito Processual pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES); Pós-graduado em Direito Penal e Criminologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Membro do Lawfare Institute. Advogado. Graduado em Direito pela Faculdade de Direito de Vitória (FDV). E-mail: hian.gualberto@edu.ufes.br. Lattes: 

 

Luana Santos Azeredo, Faculdade de Direito de Vitória (FDV) / Santa Lucia, Vitória (ES) - Brasil

Advogada. Pós-graduada em Direito Processual e Material  do Trabalho pela Faculdade de Direito de Vitória (FDV). Graduada em Direito pela Faculdade de Direito de Vitória (FDV). Graduada em Língua Portuguesa e Literatura em Língua Portuguesa.  

Marcelo Fernando Quiroga Obregon, Faculdade de Direito de Vitória (FDV) / Santa Lucia, Vitória (ES) - Brasil

Doutor em Direitos e Garantias Fundamentais pela Faculdade de Direito de Vitória FDV-ES, Mestre em Direito Internacional e Comunitário pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais PUC-MG, Especialista em Política Internacional pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Graduado em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo UFES, Coordenador Acadêmico do curso de especialização em Direito Marítimo e Portuário da Faculdade de Direito de Vitória - FDV -, Professor de Direito Internacional e Direito Marítimo e Portuário nos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Direito de Vitória - FDV.

Referências

ADEPESE. A atuação dos Defensores Públicos Interamericanos. 2022. Disponível em: https://adpese.org.br/noticias/o-papel-dos-dpis. Acesso em: 21 set. 2022.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Lei Complementar nº 80 de 1994. Organiza a Defensoria Pública da União, do Distrito Federal e dos territórios e prescreve normas gerais para sua organização nos estados, e dá outras providências.

BRASIL. SUBCOMITÊ FEDERAL PARA PERCEPÇÃO, IDENTIFICAÇÃO E TRIAGEM DOS MIGRANTES. Migração Venezuelana. 2022. Disponível em: https://brazil.iom.int/sites/g/files/tmzbdl1496/files/documents/informe-migracao-venezuelana-jan2017-agol022-v1_compressed.pdf. Acesso em: 20 set. 2022.

CAMARGO, N. M. de. O papel da Defensoria Pública na tutela dos direitos fundamentais dos necessitados e na consolidação da cidadania. Revista Videre, [S. l.], v. 7, n. 13, p. 49–62, 2016. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/videre/article/view/3930. Acesso em: 21 set. 2022.

CAMBIAGHI, Cristina. Sistema Interamericano de Direitos Humanos (SIDH): reformar para fortalecer. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, 2014.

DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO. Coordenação de Apoio à Atuação no Sistema Interamericano de Direitos Humanos - CSDH. Disponível em: https://promocaodedireitoshumanos.dpu.def.br/coordernacao-de-apoio-a-atuacao-no-sistema-interamericano-de-direitos-humanos-csdh/. Acesso em: 21 set. 2022.

DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO. Pesquisa Nacional da Defensoria Pública 2021, Brasília: DPU, 2021.

ASSESSORIA INTERNACIONAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO. 12º Informativo sobre a atuação internacional da DPU. n. 12 de novembro de 2021. Disponível em: https://promocaodedireitoshumanos.dpu.def.br/wp-content/uploads/2022/01/AINT-Boletim-Informativo-Novembro-2021-compactado.pdf. Acesso em: 21 set. 2022.

FERREIRA, Adriano. A atuação da Defensoria Pública como custos vulnerabilis na promoção dos direitos humanos em âmbito internacional. Revista Direito em Movimento, Rio de Janeiro, v. 18, Ed. Especial, 2020.

FIX-ZAMUDIO, Héctor. Protección jurídica de los derechos humanos. México: Comisión Nacional de Derechos Humanos, 1991.

LOBATO, Anderson. O Poder Judiciário Brasileiro e seu papel na proteção dos Direitos Humanos. Revista JURIS, Rio Grande, v. 23, 2015.

MIGRAÇÕES. Nações Unidas. Disponível em: https://unric.org/pt/darfur-cessacao-das-hostilidades-e-uma-prioridade-muito-urgentelembra-secretario-geral-3/ Acesso em: 20 set. 2022

MUNDO registrou cerca de 281 milhões de migrantes internacionais no ano passado. 2022. Nações Unidas. Disponível em: https://news.un.org/pt/story/2021/12/1772272. Acesso em: 20 set. 2022.

PEREIRA, Antônio. Apontamentos sobre a Corte Interamericana de Direitos Humanos. Revista EMERJ, v. 12, n. 45, 2009.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e o direito constitucional internacional. 9. ed. rev., ampl. e atual. São Paulo: Saraiva, 2008.

Downloads

Publicado

27.06.2024

Como Citar

GUALBERTO, Hian; SANTOS AZEREDO, Luana; QUIROGA OBREGON, Marcelo Fernando. A atuação da defensoria pública no plano internacional: viabilidade, necessidade e possibilidade. Prisma Juridico, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 177–192, 2024. DOI: 10.5585/2024.23110. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/prisma/article/view/23110. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.