Associativismo, Geração e Linguagem: O Caso da Juventude Metalúrgica do Abc Paulista

Agnaldo Dos Santos

Resumo


Os sindicatos, como tradicionais instrumentos de associativismo da classe trabalhadora, estão encontrando cada vez mais dificuldades em comunicar-se com sua base social jovem, em decorrência das mudanças no mundo do trabalho e nas formas de comunicação que os canais clássicos de participação política adotam para os processos de arregimentação. Discutiremos, neste artigo, as estratégias adotadas pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC no, início desta década, para contornar o distanciamento entre a sua direção e a juventude metalúrgica, por meio de uma comissão de jovens estruturada no interior da instituição e pela utilização da imprensa metalúrgica com linguagem mais renovada.

Palavras-chave


Associativismo. Comunicação institucional. Juventude. Sindicalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v7i1.953

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark

Revista Brasileira de Marketing – ReMark

Brazilian Journal of Marketing - BJM

e-ISSN: 2177-5184
https://periodicos.uninove.br/remark

Rev. Bras. Mark. - ReMark ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional