Influência da frequência da caminhada na saúde de indivíduos com doenças crônicas

Cristiano de Souza Oliveira, Alex Pinheiro Gordia, Bruno José de Queiroz Brito, Teresa Maria Bianchini de Quadros

Resumo


Introdução: A influência da frequência de caminhada sobre a saúde de participantes de programas de intervenção ainda é pouco estudada. Objetivo: Avaliar os efeitos da frequência de caminhada sobre o colesterol total (CT), glicemia e circunferência abdominal (CA) em participantes de um projeto de extensão universitária. Métodos: Foram avaliados 25 participantes do projeto durante nove meses de intervenção em 2011. Os indivíduos foram divididos em dois grupos conforme sua frequência na caminhada (<50% e ≥50%). A caminhada foi realizada três vezes por semana. Foram avaliados o CT, glicemia e CA pré e pós-intervenção, e o teste “t” pareado foi empregado (p≤0,05). Resultados: Observou-se diminuição em ambos os grupos para a glicemia e CA (p≤0,05). O CT diminuiu apenas para o G≥50% (p=0,001). Conclusão: O projeto de extensão mostrou-se eficaz para diminuir a CA e a glicemia, independentemente da frequência de caminhada, e para reduzir o CT em indivíduos com frequência ≥50%.

Palavras-chave


Caminhada; Circunferência abdominal; Colesterol; Exercício; Glicemia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n4.5132

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.