Efeito agudo de diferentes volumes do treinamento de força na flexibilidade

Érica Queiroz da Silva, Thiago Matassoli Gomes, Ewertton de Souza Bezerra, Francisco Saavedra, Roberto Simão

Resumo


Introdução: O volume em uma sessão de treinamento de força (TF) pode alterar a flexibilidade. Objetivo: Verificar o efeito agudo de uma sessão de TF com diferentes volumes na flexibilidade, imediatamente após o término da sessão e 24 e 48 horas após. Métodos: Sessenta e um voluntários (24,31±0,81anos) do sexo masculino distribuídos aleatoriamente em três grupos: grupo controle (GC), duas série (G2S) e três séries (G3S). Todos os grupos foram avaliados pré e pós-treinamento no teste de sentar e alcançar, Goniometria (ombro, cotovelo, quadril, joelho e coluna) e teste de 10 Repetições Máximas (RM). O treinamento foi composto por nove exercícios que envolviam todas as articulações avaliadas e executado 10 repetições. Resultados: Houve aumento dos níveis de flexibilidade para maioria dos movimentos do ombro; quadril (extensão) e tronco (flexão e extensão) quando comparadas as situações pré e pós-treinamento para todos os grupos submetidos ao treinamento (p < 0,05). Conclusão: Uma sessão de ER com diferentes volumes é capaz de modificar a flexibilidade de articulações triaxiais.

Palavras-chave


Amplitude de movimento articular; Educação física e treinamento; Atividade motora.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n4.5788

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.