Letramento acadêmico: a prática da leitura no desenvolvimento acadêmico de alunos do curso de engenharia civil

Felipe Correa da Rosa Leite, Veronice Camargo da Silva

Resumo


A presente pesquisa trata-se de um estudo sobre a prática da leitura e da escrita objetivando analisar de que forma as práticas de letramentos acadêmicos podem implicar no desempenho dos acadêmicos de um curso de Engenharia Civil. A metodologia tem como base a pesquisa aplicada mista, utilizando questionários, aplicados com setenta e cinco alunos do curso de Engenharia Civil do Centro Universitário da Região da Campanha, RS. A análise quanto ao propósito da leitura é pertinente, uma vez que os alunos salientaram sua relevância, pois aprimora o vocabulário e permite uma melhor comunicação e uma melhor escrita. Já para a presença da leitura nos cursos de engenharia, os alunos ressaltam que contribui para a interpretação e resolução de cálculos. Dessa forma, é perceptível que os alunos que demonstraram ler mais, apresentaram melhor desenvoltura na escrita de suas respostas, enquanto os que não leem, apresentaram dificuldades em responder as questões propostas.


Palavras-chave


Letramento acadêmico; Engenharias; Leitura; Escrita.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Vanda T. O leitor competente à luz da teoria da literatura. Revista Tempo Brasileiro, Rio de Janeiro, v. 124, v. 5/6, p.23-34, jan./mar. 1996.

ANDALÓ, A. Didática de língua portuguesa para o ensino fundamental: alfabetização, letramento, produção de texto em busca da palavra-mundo. São Paulo: FDT, 2000.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. 5. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.

BALDO, Alessandra. As categorias conhecimento e processos de Perfetti na leitura em língua materna: um experimento. Linguagem em (dis)curso, [s.l.], v. 8, n. 2, p.289-310, ago. 2008. FapU-NIFESP (SciELO). Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ art-text&pid=S1518-76322008000200005&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 23 nov. 2019.

BAZZO, W. A.; PEREIRA, L. T. do V. Introdução à Engenharia. 5. ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 1997.

DIONÍSIO, Maria de Lourdes et al. A leitura e a escrita no currículo: a presença ausente. Atos de Pesquisa em Educação, v. 06, p. 94-114. Blumenau. jan/abr. 2011.

FIGUEIREDO, José. A tecnologia não está acabando com a leitura, ela está acabando com os leitores. Disponível em: https://homoliteratus.com/ tecnologia-nao-esta-acabando- com-leitura-ela-esta-acabando-com-leitores/#disqus_thread. Acesso em: 16 mai. 2019.

FISCHER, A. Letramento Acadêmico: uma perspectiva portuguesa. In: Revista Acta Scientiarum. Language and Culture. Maringá, v.30, n.2, pp. 177- 187, jul./dez., 2008. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciLangCult/article/view/2334. Acesso em: 15 nov. 2019.

FISCHER, A. A construção de letramentos na esfera acadêmica. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2007. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/89764. Acesso em: 15 nov. 2019.

FISCHER, A. Práticas de letramento acadêmico em um curso de Engenharia Têxtil: o caso dos relatórios e suas dimensões escondidas. Scripta, v. 16, p. 54-67, out., 2011.

GARTON, A. e PRATT, C. Learning to be literate: The development of spoken and written lan-guage. New York, Basil Blackwell, 1989.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. - 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

HEINIG, Otilia L.de O. M., FRANZEN, Bruna, A. A leitura e a escrita nos cursos de engenharia: algumas discussões e propostas. COBENGE: Congresso Brasileiro de Educação em Engenha-ria. Belém, PA, 2012.

HEINIG, O. L. de O. M.; SANTOS, G. R. O letramento no processo de formação do enge-nheiro civil. Atos de Pesquisa em Educação, Blumenau, v. 6, n. 1, p.53-78, abr. 2011. Disponível em: http://www.furb.br/atosdepesquisa/. Acesso em: 15 de nov. 2019.

JARDON, Carolina. Alunos da região Sul têm melhor desempenho no Pisa. 2007. Disponível em: http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular/0,,MUL203889-5604,00-ALUNOS +DA+REGIAO+SUL+TEM+MELHOR+ DESEMPENHO +NO+PISA.html. Acesso em: 10 de jan. de 2019.

LEA, M.R., & STREET, B.V. The "Academic Literacies" Model: Theory and Applications. Theory Into Practice, 45(4), pp. 368-377, 2006. In: Taylor & Francis Online. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1207/ s15430421tip4504_11. Acesso em: 23 nov. 2019.

RINCK, Fanny, BOCH, Françoise, ASSIS, Juliana Alves. Letramento e formação universitária: for-mar para a escrita e pela escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015. – (Série Ideias Sobre Linguagem).

RUSSEL, D. Letramento acadêmico: leitura e escrita na universidade: entrevista com David Russel. Conjectura, v. 14, n. 2, mai./ago., 2009.

SCHLICHTING, Thais de Souza, HEINIG, Otilia Lizete de Oliveira Martins. A leitura e a escri-ta nas engenharias: gêneros recorrentes e suas funções, 2011. Disponível em: https://www.tecnoevento.com.br/nel/anais/artigos/art74.pdf. Acesso em: 29 jan. 2019.

SILVA, Ezequiel Teodoro. Fundamentos psicológicos para uma nova pedagogia da leitura. 7ª ed. - São Paulo: Cortez, 1996.

SNOW, Catherine E.; UCCELLI, Paola. The Challenge of Academic Language. The Cambridge Handbook of Literacy, [s.l.], p.112-133, out. 2008. Cambridge University Press (CUP). Disponível em: https://www.cambridge.org/core/books/cambridge-handbook-of-literacy/challenge-of-academic-language/F4BE5D3DA86D746F2511B8135603E192. Acesso em: 23 nov. 2019.

SOARES, Magda. Letramento e escolarização. In: RIBEIRO, era Masagão (org.). Letramento no Brasil. São Paulo: Global, 2003. Pt. 2 p.89-115.

ZULIM, Leny Fernandes. Literatura no ensino fundamental: da teoria às práticas em sala de aula. Londrina, PR: Amplexo Editora, 2011.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v19n2.18290

Direitos autorais 2020 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
e-ISSN: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br

Cadernos de Pós-graduação ©2020 Todos os direitos reservados.