Gordofobia, bullying e violência na escola: um estudo em representações sociais com pré-adolescentes

Valdelice Cruz da Silva Souza, Josiane Peres Gonçalves

Resumo


O presente artigo apresenta os resultados parciais de uma pesquisa de mestrado referente as representações sociais e as experiências vividas por pré-adolescentes a respeito da gordofobia, relacionando-a com o bullying, a violência e as dificuldades escolares. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, o qual teve como eixo norteador a Teoria das Representações Sociais, a partir de Serge Moscovici. Foi desenvolvida em 3 (três) escolas públicas de Sidrolândia/MS, com 16 (dezesseis) alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, por meio de grupos focais, sendo um em cada escola. Os dados foram transcritos e analisados a partir da perspectiva de análise de conteúdo de Bardin. Os resultados revelam que o corpo pode ser visto como dispositivo de diferenças e intimidações por conta de sua estrutura. Para os alunos, a gordofobia é retratada como bullying. Praticas sistemáticas que provoca desconforto e desânimo para frequentar a escola devido aos maus tratos e a violência, o que afeta diretamente o seu desenvolvimento acadêmico. Ficou clara a demonstração de sentimento, dor e sofrimento por aqueles que estão fora do padrão exigido socialmente. Com isso, os alunos internalizam as representações negativas sobre seus próprios corpos e exteriorizam seu sofrimento de forma agressiva, fazendo com que a violência ocorra diariamente na escola. O que faz dessa instituição um local inseguro e totalmente despreparado.


Palavras-chave


gordofobia; bullying; violência; pré-adolescentes.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES-MAZZOTTI, A. J; GEWANDSZNAJDER, F. O Método nas Ciências Naturais e Sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. Pioneira, São Paulo- SP, 2000.

ALVES-MAZZOTTI, A. J. Representações Sociais: aspectos teóricos e aplicações à Educação. Em aberto. n. 61, v. 14, jan/mar. 1994. Disponível em: http://www.emaberto.inep.gov.br/ojs3/index.php/emaberto/article/view/2251 Acesso em: 06 jun. 2019.

ARAÚJO, L. S. et al. Universo consensual de adolescentes acerca da violência escolar. Psico-USF. Bragança Paulista, v. 17, n. 2, p. 243-251, mai/ago, 2012.

ARAÚJO-MORAIS, L. C; COUTINHO, M. P. L; ARAÚJO, L. S. Papeis sociais do bullying escolar: Um Enfoque Psicossociológico. In: COUTINHO, M. P. L.(org). A psicologia e sua interface com a saúde. João Pessoa: Editora IESP, 2017.

ARAÚJO, L. S. et al. Discriminação baseada no peso: representações sociais de internautas sobre a gordofobia. Psicologia em estudo. Paraná, v. 23, p. 1-17. 2018.

BANDEIRA, Y. M. BULLYING, Representações Sociais e grupos no contexto escolar. fl. 263. TESE (Doutorado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social - Universidade Federal do Rio Janeiro, Rio de Janeiro. 2016.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições Ltda, 2016.

BARRETO, L. X. Bullying contra gordos: uma análise a partir do preconceito. fl. 126.

Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Universidade de Fortaleza, Fortaleza. 2017.

BATISTA, T. V. et al. A violência na escola e os adolescentes em conflito com a lei: estudo de caso. Educação Teoria e Prática. Rio Claro, v. 29, n. 60, p. 197-215, 2019.

BRASIL, Lei nº 13.185, de 6 de novembro de 2015. Institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying). Brasília, 2015.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saúde Escolar: 2015. Rio de Janeiro, Brasil. p. 71, 2015.

DAHLBERG, L. L; KRUG, E. G. Violência: um problema global de saúde pública. Ciência & Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 11, p. 1163-1178, 2007.

EVANGELISTA, J. I. S. Massacre em suzano: análise da cobertura jornalística no programa brasil urgente. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia. 2019.

FANTE, C. Bullying escolar: prevenção do problema começa pelo conhecimento. Jornal UNESP. São Paulo, v. 20, n. 213, jul. 2006. Disponível em: http://www.unesp.br/aci/jornal/213/suplec.php Acesso em: 21 nov. 2019.

FARIAS, R. C. P. Nos bastidores da moda: um estudo sobre representações de vestuário e de imagem corporal por um grupo de pré-adolescentes. fl. 157. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.

GATTI, A. B. Grupo focal na Pesquisa em Ciências Sociais e Humanas. Brasília, DF. Líber Livro. 2005.

JODELET, D. The representation of the body and its transformations. Em R. Farr & S. Moscovici (Orgs.), Social representations. Cambridge: Cambridge University Press. 1984. Disponível em: https://www.academia.edu/12102443/Jodelet_D._1984_._The_representation_of_the_body_and_its_transformations._In_R._Farr_and_S._Moscovici_Eds._Social_Representations._Cambridge_Cambridge_University_Press_pp._211-238 . Acesso em: 02 dez. 2019.

JODELET, D. Les representationes sociales. Press Universitaires de France, 1989.

JODELET, D. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, D. (Org.) As representações sociais. Trad. Lilian Ulup. Rio de Janeiro: Ed.UERJ, 2001.

KIMURA, P. R. O. Representações Sociais de alunas do ensino fundamental sobre o bullying. fl. 257. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Federal do Pará, Belém do Pará, 2013.

LIMA, F. E. B. Imagem corporal e desempenho motor de adolescentes escolares. fl. 120. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Programa de Pós-graduação em Associado Educação Física - Universidade Estadual de Maringá, Maringá. 2013.

MARCANTE, C. F. F. Avaliação e intervenção neuropsicopedagógica nos distúrbios de aprendizagem. Curitiba: Editora São Braz, 2017.

MARTINS, J. Tudo menos ser gorda: a literatura infanto-juvenil e o dispositivo da magreza. fl. 92. Tese (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. UFRGS/ RS. Porto Alegre, 2006.

MOSCOVICI, S. “Influences conscientes et influences inconscientes. In: Psychologie sociale des relations à autrui. p. 141-160. Paris: Nathan/HER, 2000.

MOSCOVICI, S. Representações Sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

NETO, I. B; CAMPOS, I. G. A influência da mídia sobre o ser humano na relação com o corpo e a auto-imagem de adolescentes. Caderno de Educação Física, v. 9. n. 17. p. 87-99. 2010.

NICOLÉLIS, G. L. Gorda ou magra, abracadabra. Coleção Girassol,19 ed. São Paulo: Ed. Moderna, 1985.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Relatório mundial sobre violência e saúde. Genebra, 2002.

PEREIRA, B. B.; OLIVEIRA, P. P. Gordofobia, mocinha só magrinha: valores do corpo feminino nas telenovelas. INTERCON- Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. São Paulo, 2016. Disponível em: portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-1719-1.pdf Acesso em: 24 jun. 2017.

RANGEL, N. F. A. O ativismo gordo em campo: política, identidade e construção de significados. fl. 162. Dissertação (Mestrado em Sociologia política) - Programa de Pós-Graduação em Sociologia política - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. 2018.

SAMPAIO, F. A. Gordofobia: as vozes da opressão no gênero piada. 2018. fl. 133 Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - com habilitação em Língua Portuguesa) - Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2018. Disponível em:

SANTOS, L. A. S. O corpo, o comer e a comida: um estudo sobre as práticas corporais alimentares cotidianas a partir da cidade de Salvador-Bahia. Salvador: EDUFBA, 2008.

SAUL, L, L. Escola e violência: representações sociais de um grupo de educadores de escolas públicas estaduais de Cuiabá-MT. fl. 238. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

SCUTTI, C. S. et al. O enfrentamento do adolescente obeso: a insatisfação com a imagem

corporal e o bullying. Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, v. 16, n. 3, p. 130-133, 2014. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/RFCMS/article/view/15188. Acesso em:10 maio 2018.

SECCHI, K. CAMARGO, B. V. BERTOLO, R. B. Percepção da Imagem Corporal e Representações Sociais do Corpo. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Brasília, v. 25, n. 2, p. 229-236, abr/jun, 2009.

SILVA, M. O. Corpo, cultura e obesidade: desenvolvimento de posicionamentos dinâmicos de si em mulheres submetidas à gastroplastia. fl. 226. Tese (Doutorado em Processos de desenvolvimento humano e saúde Instituição de Ensino) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento humano e Saúde - Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

SILVA, K. C. et al. Bullying e depressão no contexto da adolescência: uma revisão sistemática. In: COUTINHO, M. P. L. (org). A psicologia e sua interface com a saúde. João Pessoa: Editora IESP, 2017.

SOUZA, V. C. S.; GONÇALVES, J. P. Vivências de Gordofobia e Discriminações de Gênero entre Pré-adolescentes Naviraienses. Anais VI CONEDU. Campina Grande: Realize Editora. Disponível em: https://editorarealize.com.br/artigo/visualizar/62993. Acesso em: 25 nov. 2019.

SOUZA, V. C. S.; GONÇALVES, J. P. Investigação sobre gordofobia: estado do conhecimento em teses e dissertações. Interfaces da Educação. Paranaíba, v. 11, n. 31, p-363-387. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/interfaces/article/view/3635. Acesso em: 29 out. 2020.

STENZEL, L. M; GUARESHI, P. A. A dialética obesidade/magreza: um estudo em representações sociais com adolescentes. Revista de Ciências Humanas. Florianópolis, p. 183-194, 2002.

VALIM, C. C. Moda plus size em governamentalidade: (in)visibilidades sobre o corpo da mulher gorda na contemporaneidade brasileira. fl. 195. Dissertação (Mestrado em Letras) -Programa de Pós-Graduação em Letras - Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2017.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n60.18893

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica

e-ISSN: 1983-9278
ISSN: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br

EccoS – Revista Científica ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional