Evidências da educação para a sustentabilidade e agenda 2030 no currículo de cursos técnicos de uma Instituição Federal de Ensino do interior da Amazônia paraense

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/eccos.n69.25421

Palavras-chave:

aspectos ambientais, currículo de biologia, formação social, formação técnica

Resumo

A pesquisa objetivou evidenciar os aspectos da abordagem da Educação para a Sustentabilidade e da Agenda 2030 no currículo de cursos técnicos integrados ao Ensino Médio de uma instituição federal de ensino do interior da Amazônia paraense. O método adotado foi a análise documental, considerando cinco cursos como amostragem. Os resultados evidenciam que as categorias direito à educação, ao meio ambiente e à igualdade foram as mais expressas no contexto geral dos documentos. Já no currículo específico de Biologia, nenhuma delas foi indicada de maneira clara e objetiva. A análise evidencia ainda que o currículo do Curso Técnico em Meio Ambiente se mostra convergente com as dimensões da sustentabilidade. Todavia, reforça-se que tais dimensões devam ser consideradas e evidenciadas na formação dos indivíduos em todos os níveis e áreas, inclusive na formação direcionada para o trabalho, pois envolve aspectos da vida em sociedade e para as relações social e ambiental. Atenta-se, portanto, para a necessidade de refletir, divulgar e inserir essas abordagens na formação técnica ofertada pelos cursos das diversas áreas, principalmente considerando a formação multicultural dos agentes envolvidos.

 CROSSMARK_Color_horizontal.svg

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natanael Charles da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN

Doutorando em Ensino de Ciências e Matemática (UFRN); Mestre em Ensino de Biologia (UFPA); Graduado em Licenciatura em Ciências Biológicas (UECE).

Dirlene Ferreira da Silva , Universidade Federal do Pará – UFPA

Mestrado em Ciência Animal pela Universidade Federal do Pará (UFPA), professora de Biologia pelo Instituto Federal do Pará (IFPA), Campus Abaetetuba. 

Magnólia Fernandes Florêncio de Araújo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN

Doutorado em Ecologia e recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), professora Titular pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). 

Referências

AMORIM, Mônica Maria Teixeira; MOREIRA, Priscila Rezende; SILVA, Wander Augusto; DORE, Rosemery. A organização da educação profissional e a questão do dualismo escolar. Trabalho & Educação/Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 22, n. 1, p. 183-195, 2013.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BENN, Suzanne; MARTIN, Andrew. Learning and change for sustainability reconsidered: a role for boundary objects. Academy of Management Learning & Education, v. 9, n. 3, p. 397-412, 2010.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 30 dez. 2008a, Seção 1, p. 1. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 09 mar. 2023.

BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 01 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Projeto Pedagógico de Curso: Curso Técnico em Mecânica Integrado ao Ensino Médio. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Projeto Pedagógico de Curso: Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Projeto Pedagógico de Curso: Curso Técnico em Manutenção e Suporte de Computadores Integrado ao Ensino Médio. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Projeto Pedagógico de Curso: Curso Técnico Integrado em Meio Ambiente. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, 2016.

BRASIL. Presidência da República. Lei Nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências, 2008. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato20072010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 12 mar. 2023.

CALADO, Silva dos Santos; FERREIRA, Silvia Cristina dos Reis. Análise de documentos: método de recolha e análise de dados. Metodologia da Investigação I, repositório DEFCUL, volume único, 2004. Disponível em: https://docplayer.com.br/12123665-Analise-de-documentosmetodo-de-recolha-e-analise-de-dados.html. Acesso em: 20 jan. 2023.

CASTAMAN, Ana Sara; HANNECKER, Lenir Antonio. Currículo Integrado: pensando o ensino integrado nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia no Brasil. Educitec-Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico, v. 3, n. 05, 2017. Disponível em: https://sistemascmc.ifam.edu.br/educitec/index.php/educitec/article/view/245/80. Acesso em: 14 mar. 2023.

FARIA, Luci Aparecida Souza Borges de; MARINHO-JÚNIOR, Lenício Dutra. O currículo integrado nos cursos técnicos no instituto federal de minas gerais: seus dilemas e perspectivas. Pedagogia em Foco, v. 13, n. 10, p. 92-103, 2018.

FURTADO, Weslei Ribeiro; SOARES, Sara José; SANTOS, Vangela Azevedo dos. Educação Ambiental na Educação Profissional: uma análise dos Planos de Curso dos cursos técnicos do Senai Araguaína–TO. Revista Sítio Novo, v. 6, n. 2, p. 113-126, 2022.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2008. 200 p.

HANNECKER, Lenir Antônio. Compreensão de currículo na Educação Profissional: possibilidades e tensões do Ensino Médio Integrado. Saarbrücken, Alemanha: CEA –Novas Edições Acadêmicas, p. 202, 2016.

JESUS, Lucas Antonio Feitosa de. Educação Profissional e Tecnológica e Educação Ambiental: A TI Verde Como Possível Mediadora de uma Formação Humana Integral. Revista Conexão na Amazônia, v. 3, Edição especial, p. 67-89, 2022.

MEDEIROS, Tiago Nunes; BOSSLE, Cibele Biehl; BOSSLE, Fabiano. A produção do conhecimento sobre a educação física nos currículos dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. HOLOS, v. 5, p. 1-20, 2019. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/8367/pdf. Acesso em: 15 mar. 2023.

NASCIMENTO, Elimar Pinheiro do. Trajetória da sustentabilidade: do ambiental ao social, do social ao econômico. Estudos Avançados, v. 26, n. 74, p. 51-64, 2012.

NEIRA, Marcos Garcia; NUNES, Mário Luiz Ferrari. Educação Física, Currículo e Cultura. 1ª ed. São Paulo: Editora Phorte, 2009.

NÓVOA, Antonio. Os professores e o novo espaço público da educação. In: LESSARD, Claude; TARDIF, Maurice (Orgs.). O ofício do professor: história, perspectivas e desafios internacionais. 2. ed. Petrópolis: Vozes, p. 217-33, 2008.

PACHECO, Eliezer Moreira. Os Institutos Federais: Uma revolução na educação profissional e tecnológica. Brasília/São Paulo: Fundação Santillana/Editora Moderna, 2011.

PACHECO, Eliezer Moreira. Os institutos federais: uma revolução na educação profissional e tecnológica. Natal: IFRN, 2010. 28 p.

PACHECO, Eliezer Moreira; PEREIRA, Luiz Augusto Caldas; DOMINGOS SOBRINHO, Moisés. Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: limites e possibilidades. Linhas Críticas, v. 16, n. 30, p. 71-88, 2010.

PALMA, Lisiane Celia; ALVES, Nilo Barcelos; SILVA, Tânia Nunes da. Educação para a sustentabilidade: a construção de caminhos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS). RAM. Revista de Administração Mackenzie, v. 14, p. 83-118, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ram/a/KcLFZwgT7KP8CnrqcGx7HwS/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 15 mar. 2023.

PEREIRA, Máriam Trierveiler. Sustentabilidade como práxis pedagógica para a transdisciplinaridade na educação profissional e tecnológica (EPT). Educação em Revista, v. 38, p. 1-15, 2022.

PEDRONI, Sonia; FERNANDES, Natal Lânia Roque. A integração curricular no curso técnico em eletrônica do instituto federal do maranhão, campus Alcântara. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 2, n. 19, p. e8587-e8587, 2020. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/8587/pdf. Acesso em: 14 mar. 2023.

PNP, Plataforma Nilo Peçanha. Dados disponíveis da Plataforma Nilo Peçanha para o ano base 2020. 2021. Disponível em: http://plataformanilopecanha.mec.gov.br/2021.html. Acesso em: 10 mar. 2023.

PONTES, Andréa Simone Machiavelli; CARNEIRO, Caroline; PETRY, David Rodrigo; PILATTI, Citania Aparecida; SEHNEM, Simone. Sustentabilidade e educação superior: análise das ações de sustentabilidade de duas instituições de ensino superior de Santa Catarina. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, v. 8, p. 84-103, 2015.

RAMOS, Marise. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. 1ª ed. São Paulo: Cortez, p.106-27, 2005.

REIS, Elival Martins dos. Educação profissional e sustentabilidade: uma avaliação das atividades práticas do Curso Técnico Integrado em Agropecuária do IFAM Campus Manaus Zona Leste. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em Educação Agrícola. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. p. 65, 2019.

SACRISTÁN, José Gimeno. Saberes e incertezas sobre o currículo. Tradução: Alexandre Salvaterra. 1ª ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

SÁ-SILVA, Jackson Ronie; ALMEIDA, Cristóvão Domingos; GUINDANI, Joel Felipe Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais. v. 1, n. 1, 2009. Disponível em: https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10351. Acesso em: 20 mar. 2022.

SETEC, Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Educação profissional e tecnológica (EPT): apresentação. 2021. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/educacao-profissional-e-tecnologica-ept. Acesso em: 1 fev. 2023.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 24. ed. São Paulo: Cortez, p. 317, 2016.

SILVA, Natanael Charles da; ARAÚJO, Magnólia Fernandes Florêncio de. Os ODS e a perspectiva de educação para a sustentabilidade nos PPC’s de cursos de licenciatura em biologia da região amazônica paraense. Sustainability in Debate, v. 13, n. 2, p. 32-66, 2022.

SILVA, Natanael Charles da; SILVA, A. E. A.; SOARES, L. M.; ARAUJO, J. M. P.; BASILIO, J. V. N.; Araújo, Magnólia Fernandes Florêncio de. Educação para a Sustentabilidade no Currículo de Cursos Técnicos de uma Instituição de Ensino Federal do Interior da Amazônia Paraense. IX Congresso Nacional de Educação - CONEDU, 2023, JOÃO PESSOA - PB. Anais do IX Congresso Nacional de Educação (CONEDU), 2023.

STAVENHAGEN, Rodolfo. Educação para um mundo multicultural. In: DELORS, Jacques; ALMUFTI, Iam; AMAGI, Isao; CARNEIRO, Roberto; CHUNG, Fay; GEREMEK, Bronislaw; GORHAM, William; KORNHAUSER, Aleksandra; MANLEY, Michael; QUERO, Marisela Padrón; SAVANÉ, Marie Angélique; SINGH, Karan; STAVENHAGEN, Rodolfo; SUHR, Myobg Won; NANZHAO, Zhou. (Org.). Educação: um tesouro a descobrir. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

Downloads

Publicado

14.06.2024

Como Citar

SILVA, Natanael Charles da; SILVA , Dirlene Ferreira da; ARAÚJO, Magnólia Fernandes Florêncio de. Evidências da educação para a sustentabilidade e agenda 2030 no currículo de cursos técnicos de uma Instituição Federal de Ensino do interior da Amazônia paraense. EccoS – Revista Científica, [S. l.], n. 69, p. e25421, 2024. DOI: 10.5585/eccos.n69.25421. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/eccos/article/view/25421. Acesso em: 17 jul. 2024.