Igualdade de gênero: uma análise dos documentos norteadores da educação

Hayane Cristina da Silva Paludo, Vanessa Elisabete Raue Rodrigues

Resumo


Este artigo visa discutir a igualdade de gênero a partir dos documentos norteadores da educação, ocupando-se ainda do apanhado histórico dos diferentes conceitos que o termo gênero recebeu no decorrer dos anos e os efeitos práticos dessas desigualdades. A relevância da temática está atrelada ao potencial transformador da educação formal paralelo ao caráter deliberativo que suas propostas pedagógicas se alicerçam. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, estabelecida numa bibliográfica descritiva. Dentre as constatações foi possível observar que há uma postura androcêntrica utilizada nos documentos oficiais, bem como, uma neutralidade que influência a tomada de decisões das escolas, também, identificamos uma interferência causada por correntes conservadoras na formulação de políticas públicas e o uso indevido do verbo “tolerar”.


Palavras-chave


gênero; currículo, igualdade

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: MEC, 1996.

DE TILIO, Rafael. Teorias de Gênero: Principais Contribuições Teóricas Oferecidas pelas Perspectivas Contemporâneas. Gênero. Niterói, v. 14, n. 2, p. 125-148, 2014. DOI: https://doi.org/10.22409/rg.v14i2.626

FARAH, Marta F. S.; Gênero e Políticas Públicas. Revista Estudos Feministas. Florianópolis, 2004.

FREIRE, Paulo. Política e Educação. Ensaios. v. 23, 5 ed. São Paulo: Cortez Editora, 2001.

GIL, Antônio C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Editora Atlas S. A, 2002.

GODOY, Arilda S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, mai-jun, 1995. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-75901995000300004

HEATHER, Alexander. Mitologia Grega: uma introdução para crianças. Histórias de deuses, deusas, heróis, monstros e outras criaturas míticas. Panda books, 2013.

LEAL, Nathalia C.; et. al. A questão de gênero no contexto escolar. Leopoldianun. v. 43, n. 121, 2017. Disponível em https://periodicos.unisantos.br/leopoldianum/article/view/758 Acesso em maio 2021.

LIBÂNEO, José C. Pedagogia e pedagogos: inquietações e buscas. Educar, Curitiba, n. 17, p. 153-176. 2001.

LIEBEL, Silvia. Demonização da mulher: a construção do discurso misógino no Malleus Maleficarum. ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA: IDENTIDADES E REPRESENTAÇÕES, 9, 2004, Ponta Grossa. Anais Eletrônicos, Paraná, UEPG, 2004.

NASCIMENTO, Ducilene R. S. Androcentrismo, a construção da dominação cultural masculina. Revista Científica Cognitionis. 1. Sem. Abr. 2020. DOI: : 10.38087/2595.8801.09

PARAISO, Marlucy A. A ciranda do currículo com gênero, poder e resistência. Revista Currículo sem Fronteiras. v. 16, n. 3, p. 388-415, set./dez. 2016. Disponível em https://www.curriculosemfronteiras.org/vol16iss3articles/paraiso.pdf Acesso em jun. 2021.

PEREIRA, Gustavo O. L. Da tolerância à hospitalidade na democracia por vir. Um ensaio a partir do pensamento de Jacques Derrida. SEMANA ACADÊMICA DO PPG EM FILOSOFIA DA PUCRS, 8, 2011, Porto Alegre. Anais Eletrônicos, Rio Grande do Sul, EDIPUCRS, 2012. Disponível em: https://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/semanadefilosofia/VIII/1.16.pdf

PRAUN, Andrea G. Sexualidade, Gênero e Suas Relações de Poder. Revista Húmus, São Luís, v.1, n.1, 2011. Disponível em http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahumus/article/view/1641 Acesso em maio 2021.

REIS, Toni; EGGERT, Edla. Ideologia de Gênero: Uma Falácia Construída Sobre os Planos de Educação Brasileiros. Educação e Sociedade, Campinas, v. 38, n. 138, p. 9-26, jan-mar; 2017. Disponível em https://www.scielo.br/j/es/a/htcmPttv Fjg4sb8rYT8CzPD/abstract/?lang=pt Acesso em jun. 2021

RODRIGUES, Ana C. S.; SILVA, Laise M. A.; HORTIS, Jonantas S.; SANTOS, Tiago J. O currículo e a construção da identidade de gênero de alunos (as) de um internato agrícola. Polêmica - Revista Eletrônica da Uerj, Rio de Janeiro, v. 16, n. 4, 2016. Disponível em https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/polemica/rt/printerFriendly/26451/0 Acesso em jun. 2021.

SILVA, Aniely; CRUZ, Bianca; GOMES, Jheniffer; et. al. Por que discutir gênero na escola? Ação Educativa, São Paulo, 2016.

SCHMIDT, Gleisson R. Uma questão de gênero? A diferença sexual como valor no discurso histórico acerca da histeria. Caderno de pesquisa interdisciplinar em Ciências Humanas. Florianópolis, v.14, n.104, p.67-84, jan/jun, 2013. Doi: https://doi.org/10.5007/ 1984-8951.2013v14n104p67

SOARES, Maria da C. S. A Produção da diferença no cotidiano das escolas: currículo, representação, significação e devir. In: RODRIGUES, Alexandro; BARRETO, Maria A. S. C. (orgs.). Currículos, Gêneros e Sexualidades Experiências Misturadas e Compartilhadas. Espírito Santo, p. 83-102, 2013.

SOARES, Vera. Políticas públicas para igualdade: papel do Estado e diretrizes. In: GODINHO, Tatau. SILVEIRA, Maria L. da (orgs.). Políticas públicas e igualdade de gênero. São Paulo: Coordenadoria Especial da Mulher, 2004.

TORRÃO FILHO, Amilcar. Uma questão de gênero: onde o masculino e o feminino se cruzam. Cadernos Pagu (UNICAMP), Campinas, v. 24, n. jul.

/dez., p. 127-152, 2005. Disponível em https://www.scielo.br/j/cpa/a/9qWCTLfW8Qvr9bTspS9dSsd/abstract/?lang=pt Acesso em maio 2021.

VEIGA, Ilma A. P. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: VEIGA, Ilma A. P. (org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 14 ed. Campinas: Papirus, 2002.

VIANNA, Cláudia P.; UNBEHAUM, Sandra. O gênero nas Políticas Públicas da educação no Brasil: 1988-2002. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v.34, n. 121, jan/abr, 2004. Disponível em https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:Oojkq-S5zQYJ:https://www.scielo.br/j/cp/a/KT99NbZ5MFVHHmSm4kwRVGN/abstract/%3Flang%3Dpt&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br Acesso em maio 2021.




DOI: https://doi.org/10.5585/41.2022.22437

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional