Sequência de ensino e aprendizagem sobre radioatividade pautada na perspectiva Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/dialogia.n36.18314

Palavras-chave:

Perspectiva CTS, Radioatividade, Sequência de ensino e aprendizagem

Resumo

O presente artigo trata de um recorte da dissertação de uma das autoras que teve por objetivo elaborar uma Sequência de Ensino e Aprendizagem (SEA), pautada na perspectiva Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS), no estudo do conteúdo de Radioatividade, tendo por tema estruturador “radioatividade: riscos e benefícios”. Apresentamos aqui a SEA elaborada, com base nas ideias de Méheut (2005) e Méheut e Psillos (2004), e para análise dos dados, utilizamos a análise de conteúdo de Bardin (2016), a qual evidencia que a introdução de estratégias didáticas nas quais a contextualização dos conteúdos químicos transcende exemplos cotidianos e estende a visão de mundo dos estudantes para as grandes questões sociais que os rodeiam, são fundamentais. Principalmente, na abordagem de conteúdos que apresentam abstração e dualidade, como a radioatividade. Portanto, este trabalho busca contribuir com propostas de ensino que envolvam aspectos inter-relacionados com a tríade CTS e na promoção de uma aprendizagem crítica dos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Daiane da Silva Monteiro, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Curso Técnico em Química pelo Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). Graduação em Licenciatura em Química pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mestra em Ensino das Ciências pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atua na área de Ensino de Química, com ênfase nas abordagens envolvendo a Ciência, a Tecnologia e a Sociedade (CTS). 

Suely Alves da Silva, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Graduada em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (1994), mestrado em Química pela Universidade Federal da Paraíba (1998) e Doutorado em Química pela Universidade Federal da Paraíba (2002). Pós-Doutorado em Educação pela UFRN(2013). Professora Associado nível IV da Universidade Federal Rural de Pernambuco, com experiência na área de Educação, ênfase em Ensino-Aprendizagem e Formação de Professores, atuando principalmente nas seguintes linhas de pesquisa: Ensino de química, Educação, Formação Inicial e Continuada de Professores. Coordenadora do Curso de Especialização em Formação de Educadores da UFRPE/Departamento de Educação.Professora do Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação no Ensino das Ciências / UFRPE- Departamento de Educação. Professora do Curso de Licenciatura Plena em Química e Licenciatura em Pedagogia/UFRPE.

Referências

ANASTASIOU, L. G. C.; ALVES, L. P. Processo de ensinagem na universidade: pressupostos para estratégias de trabalho em aula. 10. ed. Joinville, SC: Univille, 2012.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BOCHECO, Otávio. Parâmetros para a abordagem de evento no enfoque CTS. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/95281/294999.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 21 mai. 2020.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação/Secretaria de Educação, 2018.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Brasília: MEC/SESu, 1999.

CISCATO, C. A. M; PEREIRA, L.F. Planeta Química. São Paulo: Editora Ática, 2012.

COUTO, R. R., SANTIAGO, A. J. Radioatividade e Irradiação de Alimentos. Revista Ciências Exatas e Naturais, v.12 , n. 2, 2010. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/abaf/8bb8e243a6db02dd8e75477bf14685f74c0c.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

MÉHEUT, M.; PSILLOS, D. Teaching-learning sequences: aims and tools for science education research. International Journal of Science Education, London, v. 26, n. 5, p. 515-535, 2004.

MÉHEUT, Martine. Teaching-learning sequences tools for learning and/or research. In: BOERSMA, K. et al. (Ed.). Research and quality of science education. Dordrecht: Springer, p. 195-207, 2005.

OKUNO, E; YOSHIMURA, E. Física das Radiações. 1. ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2010.

OKUNO, Emico. RADIAÇAO: EFEITOS, RISCOS E BENEFICIOS. 1. ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2018.

OLIVEIRA, Maria Marly de. Como Fazer Projetos, Relatórios, Monografias, Dissertações e Teses. Recife: Edições Bagaço, 2003. Cap. 3, p. 53-74.

OLIVEIRA, Vera Barros de. Jogos de regras e resoluções de problemas. 2. ed. Vozes, 2004.

PELICHO, Aléscio Fachim. Irradiando Conhecimento: uma abordagem da radioatividade para o Ensino Médio. In: CONGRESSO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO EM QUÍMICA, 1., 2009, Londrina. Anais eletrônicos... Londrina, 2009. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/cpequi/Completospagina/18154845420090611.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

PINHEIRO, Nilcéia Aparecida Maciel. Educação Crítico-Reflexiva para um Ensino Médio Científico-Tecnológico: a contribuição do enfoque CTS para o ensino-aprendizagem do conhecimento matemático. 2005. Tese (Doutorado em Educação Cientifica e Tecnológica) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/101921/222011.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 21 mai. 2020.

PINHEIRO, N. A. M.; BAZZO, W. A; SILVEIRA, R. M. C. F. Ciência, Tecnologia e Sociedade: a relevância do enfoque CTS para o contexto do ensino médio. Ciência &Educação, v. 13, n. 1, p. 71-84, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ciedu/v13n1/v13n1a05.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

RODRIGUES JR., Ary de Araújo. O que é irradiação? E contaminação radioativa? Vamos esclarecer? Física na Escola, v.8, n. 2, 2007. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/255483343_O_que_e_irradiacao_E_contaminacao_radioativa_Vamos_esclarecer. Acesso em: 21 mai. 2020.

SANTOS, W. L. P.; MORTIMER, E. F. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem C-T-S (Ciência-Tecnologia-Sociedade) no contexto da educação brasileira. Ensaio - Pesquisa em Educação em Ciências, v. 2, n. 2, p. 1-23, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v2n2/1983-2117-epec-2-02-00110.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

SANTOS, W. L. P.; SCHNETZLER, R. P. Educação em Química: compromisso com a cidadania. 4ª ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2010.

SCHNETZLER, Roseli Pacheco. A pesquisa em Ensino de Química no Brasil: conquistas e perspectivas. Química Nova, v. 25, supl. 1, p. 14-24, 2002. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/26352581_A_pesquisa_em_ensino_de_quimica_no_Brasil_conquistas_e_perspectivas. Acesso em: 21 mai. 2020.

SILVA, E. L.; MARCONDES, M. E. R. Materiais didáticos elaborados por professores de química na perspectiva CTS: uma análise das unidades produzidas e das reflexões dos autores. Ciência & Educação, Bauru, v. 21, n. 1, p. 65-83, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ciedu/v21n1/1516-7313-ciedu-21-01-0065.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

TEKIN, B. B.; NAKIBOGLU, C. Identifying student‟s misconceptions about nuclear chemistry. A study of Turkish high school students. Journal of Chemical Education, 83, n. 11 p. 1712, 2006.

VAZ, C. R.; FAGUNDES, A. B.; PINHEIRO, N. A. M. O surgimento da ciência, tecnologia e sociedade (CTS) na educação: uma revisão. In: Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia, 1., 2009, Curitiba. Anais eletrônicos... Curitiba, 2009. Disponível em: http://www.sinect.com.br/anais2009/artigos/1%20CTS/CTS_Artigo8.pdf. Acesso em: 21 mai. 2020.

WARTHA, E. J.; SILVA, E. L.; BEJARANO, N. R. R. Cotidiano e Contextualização no Ensino de Química. Química Nova na Escola, v. 35, nº 2, p. 84-91, 2013. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc35_2/04-CCD-151-12.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.

Downloads

Publicado

22.12.2020

Como Citar

MONTEIRO, Maria Daiane da Silva; DA SILVA, Suely Alves. Sequência de ensino e aprendizagem sobre radioatividade pautada na perspectiva Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS). Dialogia, [S. l.], n. 36, p. 595–609, 2020. DOI: 10.5585/dialogia.n36.18314. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/18314. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos