Cuidado com a alimentação escolar: O que temos com isso?

Thássia Dias Martins Terra, Adilson Pereira

Resumo


A alimentação escolar é objeto do PNAE, Programa Nacional de Alimentação Escolar, que subsidia a alimentação de estudantes de todas as etapas da Educação Básica, da Rede Pública de Ensino. O governo federal repassa a Estados, Municípios e Escolas Federais créditos financeiros de caráter suplementar, de fevereiro a novembro, para a cobertura de 200 dias letivos. Assim, o desperdício de alimentos na escola deve ser fator de preocupação. O objetivo deste trabalho é apresentar o estado dessa questão ao investigar, à luz da ética do cuidado, o modo como se dá a relação com os alimentos e a alimentação no ambiente escolar. Para tanto, realizou-se uma Revisão Integrativa, levantando-se 191 artigos que, após critério de inclusão/exclusão, 14 foram analisados na íntegra. Percebeu-se que o cuidado, adotado como valor nas relações com a cultura alimentar, é pouco presente na literatura, nos servindo de alerta para o planejamento de intervenções educacionais.          


Palavras-chave


alimentação escolar; desperdício de alimentos; ética

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Mariana Gardin; UENO, Mariko. Identificação de fontes de geração de resíduos sólidos em uma unidade de alimentação e nutrição. Revista Ambiente & Água 10 (dezembro de 2015): 874–88. https://doi.org/10.4136/ambi-agua.1640.

BARTHICHOTO, Marcela; MATIAS, Andrea Carvalheiro Guerra; SPINELLI, Mônica Glória Neumann; ABREU, Edeli Simioni de. Avaliação da padronização do porcionamento de uma unidade de alimentação e nutrição de um centro educacional infantil. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde 10, no 2 (28 de julho de 2015). https://doi.org/10.12957/demetra.2015.14412.

BATISTA, Pedro et al. Do Campo ao Garfo: Desperdício Alimentar em Portugal. CESTRAS. 2012.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

BICALHO, Audrey Handyara; LIMA, Vinícius Orlandi Barbosa. Impacto de uma intervenção para redução do desperdício em uma Unidade de Alimentação e Nutrição. Nutrire 38, no 3 (2013): 269–77. https://doi.org/10.4322/nutrire.2013.025.

BORGES, Moniele Pereira; SOUZA, Luiz Henrique Rodrigues; PINHO, Sirlaine de; PINHO, Lucinéia de. Impacto de uma campanha para redução de desperdício de alimentos em um restaurante universitário. Engenharia Sanitária e Ambiental 24 (22 de agosto de 2019): 843–48. https://doi.org/10.1590/S1413-41522019187411.

CORRÊA, Rafaela da Silveira et al. Atuação do Nutricionista no Programa Nacional de Alimentação Escolar na Região Sul do Brasil. Ciência & Saúde Coletiva 22 (fevereiro de 2017): 563–74. https://doi.org/10.1590/1413-81232017222.09622016.

COSTA, Ester de Queirós; RIBEIRO, Victoria Maria Brant; RIBEIRO, Eliana Claudia de Otero. Programa de alimentação escolar: espaço de aprendizagem e produção de conhecimento. Revista de Nutrição 14 (dezembro de 2001): 225–29. https://doi.org/10.1590/S1415-52732001000300009.

Da SILVA, Margareth Xavier et al. Educação alimentar em escolas públicas pode melhorar o conhecimento sobre alimentação e favorecer a aceitação das refeições planejadas pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar? DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde 12, no 4 (13 de julho de 2017): 865–79. https://doi.org/10.12957/demetra.2017.28204.

FAO. Global Initiative on Food Loss and Waste Reduction. 2015.

FERREIRA, Joana Margarida Marques. Desperdício alimentar em duas escolas básicas do Município de Penafiel - estudo piloto, 2012. https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/68603.

FITTIPALDI, Ana Lúcia de Magalhães; BARROS, Denise Cavalcante de; ROMANO, Valéria Ferreira. Apoio Matricial nas ações de Alimentação e Nutrição: visão dos profissionais da Estratégia Saúde da Família. Physis: Revista de Saúde Coletiva 27, no 3 (julho de 2017): 793–811. https://doi.org/10.1590/s0103-73312017000300021.

ISSA, Raquel Carvalho et al. Alimentação escolar: planejamento, produção, distribuição e adequação”. Revista Panamericana de Salud Pública 35 (fevereiro de 2014): 96–103.

LONGO-SILVA et al. Qualitative Evaluation of the Menu and Plate Waste in Public Day Care Centers in São Paulo City, Brazil”. Revista de Nutrição 26 (abril de 2013): 135–44. https://doi.org/10.1590/S1415-52732013000200002.

MASSAROLLO, Marina Daros; FAGUNDES, Elaine de Moura, PRIETO Ligia Machado. Avaliação Do Resto-Ingesta Em Um Restaurante Universitário Do Município de Francisco Beltrão-PR”. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento 13, no 81 (1o de maio de 2020): 703–7.

MENDES, Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVÃO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto - Enfermagem 17 (dezembro de 2008): 758–64.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. PNAE. Disponível em :Portal do FNDE - PNAE Acesso em 12/01/2022.

MOTA, Êmily Bezerra Fernandes et al. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DE CARDÁPIO SUSTENTÁVEL PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO. HOLOS 4, no 0 (19 de setembro de 2017): 381–94. https://doi.org/10.15628/holos.2017.5428.

OLIVEIRA, Telma De; FAQUIM, Nathália Bernardo; SPINELLI, Mônica Glória Neumann. PORCIONAMENTO, CONSUMO E DESPERDÍCIO EM UM RESTAURANTE ESCOLAR. Revista Univap 18, no 31 (29 de junho de 2012): 71. https://doi.org/10.18066/revunivap.v18i31.69.

RIBEIRO, Flávia Mota; MARTINS, Margarida Liz. Avaliação das perdas de alimentos na produção de refeições em unidades de alimentação escolar. Acta Portuguesa de Nutrição, no 22 (julho de 2020): 16–21.

RIBEIRO, Joana; ROCHA, Ada. Impacto económico do desperdício alimentar num centro escolar. Acta Portuguesa de Nutrição, no 19 (outubro de 2019): 36–41. https://doi.org/10.21011/apn.2019.1907.

SANTOS, Karin Luise dos et al. Perdas e desperdícios de alimentos: reflexões sobre o atual cenário brasileiro”. Brazilian Journal of Food Technology 23 (13 de março de 2020). https://doi.org/10.1590/1981-6723.13419.

SILVA, Ana Paula Ferreira da et al. Aproveitamento Integral Dos Alimentos: Relato de Experiência de uma Oficina Culinária na Semana Nacional de Educação Ciência E Tecnologia”. In International Journal of Nutrology, 11:Trab117. Thieme Revinter Publicações Ltda, 2018. https://doi.org/10.1055/s-0038-1674414.

SILVA, Isabel de Oliveira e. A creche e as famílias: o estabelecimento da confiança das mães na instituição de educação infantil. Educar em Revista, no 53 (setembro de 2014): 253–72. https://doi.org/10.1590/0104-4060.36559.

SOUZA, Camila Alves Nogueira de et al. Adequação nutricional e desperdício de alimentos em Centros de Educação Infantil. Ciência & Saúde Coletiva 23, no 12 (dezembro de 2018): 4177–88. https://doi.org/10.1590/1413-812320182312.30742016.

SOUZA, Vanessa Rocha de et al. Influence of Intervention on the Menu’s Nutritional and Sensory Qualities and on the Food Waste of Children’s Education Center”. Ciência & Saúde Coletiva 24 (fevereiro de 2019): 411–18. https://doi.org/10.1590/1413-81232018242.02362017.




DOI: https://doi.org/10.5585/42.2022.21873

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional