Porque o samba é fi lho da dor (a comemoração dos 500 anos do “descobrimento” do Brasil e a opinião da imprensa portuguesa)

José Manuel Viegas Neves

Resumo


A partir da análise de artigos de opinião publicados na imprensa portuguesa por ocasião da comemoração dos 500 anos do “descobrimento” do Brasil, procura-se situar as relações complexas entre história, poder e identidade, esboçando-se, assim, alguns traços dominantes do nacionalismo português. Em concreto, procura-se perceber o lugar do passado imperial do país nas narrativas históricas e na imaginação sociológica de intelectuais. Igualmente central é a análise dos eixos norteadores da modernidade política que dominaram a abordagem das relações de poder no contexto colonial e hoje permeiam essas relações em contexto pós-colonial, no que se refere à relação de colonização e de contestação à comemoração dos 500 anos do “descobrimento” protagonizada por diferentes movimentos sociais no Brasil.

Palavras-chave


Comemorativismo. Historiografia. Nacionalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.v4i0.877

Direitos autorais



Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.