Os saberes privilegiados na formação inicial de professoras da escola básica

Marinalva Lopes Ribeiro, Taiara de Lima Silva Sales

Resumo


Este estudo é resultado de uma pesquisa qualitativa, cujo objetivo foi compreender como se realiza a formação dos saberes docentes no Curso de Pedagogia de uma universidade pública na Bahia. Autores como Soares (2009) e Pereira (2007), dentre outros, constituíram os sustentáculos às discussões aqui instituídas. Para compor o corpus das apreciações, optou-se pelo uso de epístolas, contando com a colaboração de 06 (seis) professoras egressas do referido curso que atuam em turmas dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Para a análise dos dados, utilizou-se a técnica Análise de Conteúdo (BARDIN, 2011). Conclui-se que o curso de Pedagogia, apesar das lacunas, contribuiu para a construção de saberes decisivos para a docência, a saber, conhecimentos específicos, pedagógicos, como também a pesquisa, a postura crítica e reflexiva, a dimensão afetiva e política, evidenciando que as docentes aprenderam a respeitar os alunos e a enxergá-los como sujeitos de direitos, ou seja, reconhecendo que a docência é uma prática política que contribui para a formação de cidadãos críticos.

 

 

 


Palavras-chave


Saberes docentes; Formação inicial; Curso de pedagogia

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, Isabel (Coord.) Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto Editora, 2005.

ALMEIDA, A. R. S. A emoção na sala de aula. Campinas: Papirus, 1999.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargo; ALVES, Leonir Pessate. Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville: Univille, 2002.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Lei n. 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Legislativo, Brasília, 27 dez. 1961. p. 11429. Disponível em: http://www.planalto gov.br/ccivil_03/Leis/L4024.htm.

Acesso em: 20 de janeiro de 2016.

CARDOSO, Aliana Angioni. Et al. Os saberes profissionais dos professores na perspectiva de tardif e gauthier: contribuições para o campo de pesquisa sobre os saberes docentes no Brasil. IX ANPED Sul, Seminário de pesquisa em educação da Região Sul. 2012.

CUNHA, Maira Isabel da. A docência como ação complexa: o papel da didática na formação de professores. In: ROMANOWSKI, J. P. et al. Conhecimento local e conhecimento universal: pesquisa, didática e ação docente. Curitiba: Champgnat, 2004. p. 31-42.

DAY, Cristopher. Pasión por enseñar: la identidad personal y profesional del docente y sus valores. Madrid: Narcea, 2011.

DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

ESPINOSA, G. La relation maitre-eleve dans sa dimension affective: un pivot pour une ifférenciation des pratiques pédagogiques enseignantes? In L. Lafortune, P. Mongeau (Dirs.), L’affectivité dans l’apprentissage. Québec: Presses de l’Université du Québec, 2002. p.159-181.

FARIAS, Isabel Maria Sabino de et al. Didática e docência: aprendendo a profissão. Brasília: Liber livro, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GAUTHIER, C. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Unijuí, 1998.

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos, para quê? 5. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

LIBÂNEO, José Carlos; PIMENTA, Selma Garrido. Formação dos profissionais da educação: visão crítica e perspectivas de mudança. In: PIMENTA, Selma Garrido. (Org.). Pedagogia e pedagogos: caminhos e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2002.

LIBÂNEO, J. C. Didática e trabalho docente: a mediação didática do professor nas aulas. In: LIBÂNEO, J. C.; SUANNO, M. V. R.; LIMONTA, S. V. (Org.). Concepções e práticas de ensino num mundo em mudança: diferentes olhares para a didática. Goiânia: CEPED/Editora PUC Goiás, 2011.

LIBÂNEO, José Carlos; PIMENTA, Selma Garrido. Formação dos profissionais da educação: visão crítica e perspectivas de mudança. In: PIMENTA, Selma Garrido. (Org.). Pedagogia e Pedagogos: caminhos e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2002.

LIMA, Maria Socorro Lucena. Docência e pesquisa em formação de professores: caminhos que se cruzam nas cartas pedagógicas. In: PIMENTA, Selma Garrido et al. Pesquisa em educação: alternativas investigativas com objetos complexos. São Paulo: Edições Loyola, 2006. p. 137-148.

PEREIRA, J. E. D. Formação de professores: pesquisa, representação e poder. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

NÓVOA, Antônio (Coord.). Os professores e a sua formação. 2ª ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: saberes da docência e identidade do professor. In: FAZENDA, Ivani (Org). Didática e interdisciplinaridade. Campinas, SP: Papirus, 1998.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: Identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, S.G. (Org.) Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, Selma Garrido (Org). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 2009.

PINHEIRO, Geslaine Cristina Grayb; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Saberes docentes e a formação inicial do professor para as séries iniciais do ensino fundamental. Anais do IX Congresso nacional de Educação – EDUCERE, III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia, 2009. Disponível em: http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2009/anais/pdf/2885_1276.pdf.Acesso em: 23 de novembro de 2016.

RIBEIRO, Marinalva Lopes. A afetividade na relação educativa: estudos de Psicologia, Campinas, p. 403-4012, Jul-Set. 2010.

SAVIANI, Demerval. Os saberes implicados na formação do educador. In: BICUDO, Maria Aparecida; SILVA JUNIOR, Celestino Alves (Orgs.). Formação do educador: dever do Estado, tarefa da Universidade. São Paulo: Unesp, 1996.

SCHÖN, Donald A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, António (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

SHULMAN, L. S. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Profesorado. Revista de Currículum y formación del profesorado, 9, 2, p. 1-30, 2005. Disponível em: https://www.ugr.es/~recfpro/rev92ART1.pdf . Acesso em: 01 de janeiro 2017.

SOARES, Sandra Regina. A profissão professor universitário: Reflexões acerca da sua formação. In: CUNHA Maria Isabel da; SOARES, Sandra Regina; RIBEIRO, Marinalva Lopes. Docência universitária: profissionalização e práticas educativas. Feira de Santana: UEFS Editora, 2009.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2014.

TARDIF, M.; LESSARD, C.; LAHAYE, L. Esboço de uma problemática do saber docente. Teoria & Educação, v. 1, n. 4, p. 215-253, 1991.

TASSONI, E. C. M. Afetividade e produção escrita: a mediação do professor em sala de aula. 2000. 246 fl. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.




DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.n36.17061

Direitos autorais 2020 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.