A inventividade na Educação Básica em tempos de pandemia: aprendizados da sala (virt)atual

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/dialogia.n36.18338

Palavras-chave:

Professores, Aprendizados, Presença, Saberes, Inventividade

Resumo

Este artigo, que teve como objetivo refletir sobre as múltiplas aprendizagens no espaço da sala de aula produzida através das tecnologias digitais, é resultado de uma pesquisa-formação realizada numa escola privada, com oito professores de Ensino Fundamental e Médio. Por conta da pandemia, as aulas presenciais foram transpostas para plataformas online – um ambiente virtual que substituiu, por tempo indeterminado, as aulas presenciais. A metodologia utilizada para produção dos dados foi a escuta sensível e reflexiva aos docentes através do Círculo Dialógico Investigativo-Formativo, o qual aconteceu de maneira virtual. Os resultados, que tiveram como base o conteúdo gravado e transcrito, foram analisados pelos princípios da Análise Textual Discursiva. O teor do diálogo suscita a problematização e a inventividade da educação básica como possibilidades de interação, de empatia, de valorização do esforço e dos saberes docentes, que se configuram como aprendizados neste contexto virtual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leia Raquel Almeida, Unisinos

Doutoranda em Educação pelo PPGE - Unisinos, Mestra em Gestão Educacional pelo MPGE - Unisinos, Especialista em Gestão Curricular pela PUCRS, Pedagoga - ULBRA. Atualmente, vice-diretora de escola privada de ensino na Educação Básica em Porto Alegre.

Carla Spagnolo, PUCRS

Doutora em Educação pela PUCRS, Mestre em Educação pela Pucrs. Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade de Caxias do Sul, Coordenadora Pedagógica - Escola Privada de Porto Alegre

Referências

CASASSUS, Juan. Fundamentos da educação emocional. Brasília: UNESCO, Liber Livro Editora, 2009.

COLL, Cesar S; MONEREO, Carlos. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DELORS, Jacques (coord.). Educação: um tesouro a descobrir: Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. Tradução de José Carlos Eufrázio. São Paulo: Cortez Editora. Brasília: Unesco, 1998.

HARGREAVES, Andy; SHIRLEY, Dennis. La cuarta vía: el prometedor futuro del cambio educativo. Barcelona: Ediciones Octaedro, 2012.

HERNÁNDEZ-HERNÁNDEZ, Fernando. Escenarios para cuestionar y expandir la formación permanente. In: SANCHO GIL, Juana Maria; HERNÁNDEZ-HERNÁNDEZ, Fernando (Orgs.). Maestros al vaivén: aprender la profesión docente en el mundo actual. Barcelona: Ediciones Octaedro, 2014.

HENZ, Celso. Círculos Dialógicos Investigativo-Formativos: pesquisa-formação permanente de professores. VIII Seminário Nacional Diálogos com Paulo Freire: por uma Pedagogia dos direitos humanos. Anais. Bento Gonçalves: IFRS: 2014.

HOMER-DIXON, T. The ingenuity gap: Can We Solve the Problems of the Future? Toronto: Alfred A. Knopf, 2000.

JOSSO, Marie-Christine. A experiência de vida e formação. São Paulo: Paulus, 2010.

LÉVY, Piérre. A Emergência do cyberspace e as mutações culturais. In: PELLANDA, Nize Maria Campos; PELLANDA, Eduardo Campos (Org.). Ciberespaço: um hipertexto com Pierre Lévy. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2000.

______. A inteligência coletiva. São Paulo: Loyola, 1998.

MORAES, Roque. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciênc. educ. (Bauru) [online]. 2003, vol.9, n.2, pp.191-211. ISSN 1980-850X. https://doi.org/10.1590/S1516-73132003000200004.

PALFREY, John; GASSER, Urs. Nascidos na era digital: entendendo a primeira geração de nativos digitais. Porto Alegre: Armed, 2011.

PÉREZ GÓMEZ, Ángel I. Educação na era digital: a escola educativa. Porto Alegre: Penso, 2015.

PÉREZ LINDO, Augusto. Para que educamos hoy? Buenos Aires, Argentina: Biblios, 2010.

ROSA, Miriam S. de Oliveira. Reducando os sentidos educando a presença. In: CUNHA, Jorge Luis; VICENTINI, Paula Perin (Org.). Corpos, saúde, cuidado de si aprendizagens ao longo da vida: desafios (auto) biográficos. Porto Alegre: EDIPUCRS; Natal: EDUFRN; Salvador: EDUBNEB, 2012.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

Downloads

Publicado

22.12.2020

Como Citar

ALMEIDA, Leia Raquel; SPAGNOLO, Carla. A inventividade na Educação Básica em tempos de pandemia: aprendizados da sala (virt)atual. Dialogia, [S. l.], n. 36, p. 22–34, 2020. DOI: 10.5585/dialogia.n36.18338. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/18338. Acesso em: 29 nov. 2023.

Edição

Seção

Dossiê O (Re)inventar da Educação em Tempos de Pandemia