Vida e circunstâncias, estágio supervisionado na Licenciatura em Matemática e isolamento social: constituindo alternativas

Wanderleya Nara Gonçalves Costa

Resumo


A investigação, metodologicamente referenciada na pesquisa-ação, está vinculada ao conjunto de pesquisas voltadas para a formação inicial docente. Problematizando os processos que ocorrem nos estágios, o estudo questiona como as adaptações efetuadas durante o isolamento social podem contribuir para reconfigurar as práticas a serem constituídas na Licenciatura em Matemática. Inicialmente, o texto traça o panorama de exclusão digital sofrida por acadêmicos que moram em áreas rurais. Salienta que vários cursos de licenciatura têm apresentado dificuldades na adoção de estratégias para que a Educação Ambiental se realize e para que a Educação no Campo seja discutida. Finalmente, descreve e analisa um trabalho de extensão universitária realizado num assentamento rural do MST, no centro-oeste brasileiro. Então, conclui que atividades extensionistas que ocorram no estágio ou no cumprimento da Lei nº. 13.005/2014 podem constituir-se como estratégias para se garantir a necessária atenção à temas rotineiramente excluídos dos currículos das licenciaturas.


Palavras-chave


Formação docente; Ensino de Matemática; Educação Ambiental; Educação do Campo; Extensão Universitária

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, Marli. A pesquisa sobre formação de professores: contribuições à delimitação do campo. In: DALBEN, Ângela et al. (org.) Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte. Autêntica, 2010.

ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna. Por uma educação do campo. 3ª ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

BALDIN, Nelma; LEAL, Amanda Carina e Silva. Ambientalização curricular do ensino superior na universidade da região de Joinville - UNIVILLE: os cursos de licenciatura e direito. Contexto & Educação, v. 34, p. 52-71, 2019. Disponível em https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/6818. Acesso em 09 set. 2020.

BASTOS, Thais Basem Mendes Corrêa e BOSCARIOLI, Clodis. Os Professores do Ensino Básico e as Tecnologias Digitais: uma reflexão emergente e necessária em tempos de pandemia. SBC Horizontes. Porto Alegre, 2020.Disponível em: http://horizontes.sbc.org.br/index.php/2020/04/22/professores-do-ensino-basico-e-as-tecnologias-digitais/ Acesso em 14 out. 2020.

BRASIL. Lei Federal 9.795/99 de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 27 abr. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9795.htm. Acesso em 10 set. 2020.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 02, de 20 de dezembro de 2019. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Brasília: MEC, 2019.

BRASIL. Resolução n. 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Diário Oficial da União. Brasília, n. 116, seção 1, p. 70, 18 jun. 2012. Disponível em: http://conferenciainfanto.mec.gov.br/images/conteudo/iv-cnijma/diretrizes.pdf. 10 jul. 2020.

CARVALHO, Ramires Santos; COSTA, Alessandra David. Saberes docentes e o professor reflexivo: reflexão na prática escolar. Debates em Educação, v. 7, p. 156-167, 2015. Disponível em https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/742. Acesso em 11 nov. 2020.

CORTES JUNIOR, Lailton Passos; FERNANDEZ, Carmen. A educação ambiental na formação de professores de química: estudo diagnóstico e representações sociais. Quím. Nova, São Paulo, v. 39, n. 6, p. 748-756, July 2016 . Disponível em . Acesso em 16 out. 2020. https://doi.org/10.5935/0100-4042.20160044.

COSTA, Wanderleya Nara Gonçalves. A constituição da identidade docente e o estágio em matemática. EDUCA - Revista Multidisciplinar em Educação, Porto Velho/RO, Vol.7, n.17, 2020. p. 579-598. Disponível em EDUCA - Revista Multidisciplinar em Educação. Acesso em 03 out. 2020. https://doi.org/10.26568/2359-2087.2020.5071.

D’AMBRÓSIO, U. Etnomatemática. Elo entre as tradições e a modernidade. 2a Edição. Belo Horizonte: Autêntica, 2002. (Coleção Tendências em Educação Matemática).

DELORS, Jacques et al. Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO da comissão internacional sobre educação para o século XXI (J. C. Eufrázio, Trad.). São Paulo: Cortez, 1998. Acesso: 09 jul. 2020. Disponível: http://dhnet.org.br/dados/relatorios/a_pdf/r_unesco_educ_tesouro_descobrir.pdf

DIONNE, Hugues. Pesquisa ação para o desenvolvimento local. Trad. Michael Thiollent. Brasília: Liber, 2007.

FORNASIER, Mateus de Oliveira; SCARANTTI, Danielli Scarantti. Internet no campo: direitos humanos e políticas públicas de inclusão digital. Revista Extraprensa, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 133-152, 2017. DOI: 10.11606/extraprensa2017.116050. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/extraprensa/article/view/116050. Acesso em: 20 set. 2020

MELO, Geovana Ferreira; PIMENTA, Selma Garrido. Socialização profissional de docentes na universidade: contribuições teóricas para o debate. Revista Linhas. Florianópolis, v. 20, n. 43, p. 51-77, maio/ago. 2019. DOI: 10.5965/1984723820432019051 http://dx.doi.org/10.5965/1984723820432019051

PIMENTA, Selma Garrido. Pesquisa e Formação de Professores: contextualização histórica e epistemológica de um projeto integrado. In: GUIMARÃES, Valter S. (Org.). Formar para o mercado ou para a autonomia? Campinas: Papirus, 2006. p. 67-88.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez, 2004.

RIBEIRO, Gabriela Machado; MARIN, Elizara Carolina. Educação Física escolar: a ação pedagógica e sua legitimação enquanto prática social na Escola Itinerante do MST. Movimento, Porto Alegre, v. 15, n. 4, p. 63-82, out./dez. 2009. Disponível em https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/6181/6939. Acesso em 19 nov.2020.

SILVA, Amanda Carina Leal; BALDIN, Nelma. Ambientalização curricular do ensino superior na universidade da região de Joinville - Univille: os cursos de licenciatura e direito. Contexto & Educação, v. 34, p. 52-71, 2019. Disponível em https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/6818/6011. Acesso em 16 out. 2020.




DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.n36.18573

Direitos autorais 2020 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.