A experiência do estágio supervisionado na EJA no curso de pedagogia da UFAL: As vozes dos estudantes

Elvson Arlindo da Silva, Gauquilane Júlia da Silva, Givanildo da Silva

Resumo


O objetivo geral da pesquisa foi compreender a visão dos estudantes do curso de Pedagogia, da Universidade Federal de Alagoas, sobre o estágio supervisionado na EJA. Os objetivos específicos foram perceber o papel do estágio supervisionado na EJA na formação dos estudantes e analisar, a partir da visão dos estudantes, as práticas vivenciadas no estágio supervisionado na EJA no curso de Pedagogia da UFAL. O caminho metodológico da pesquisa esteve pautado em uma abordagem qualitativa e na pesquisa exploratória. Os participantes da pesquisa foram estudantes do curso de Pedagogia, da UFAL, campus A. C. Simões, matriculados nos estágios III e IV, no semestre 2020.2. A coleta de dados foi realizada por meio de questionário on-line. Os dados foram analisados a partir da Análise do Conteúdo. Como resultados, foi possível notar que a práxis pedagógica dos estágios supervisionados esteve baseada na ação-reflexão-ação, reverberando em uma ação significativa para os estagiários.

 

 

Palavras-chave


estágio supervisionado; educação de jovens e adultos; formação de professores

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, A.; DUQUES, M. L. F. Formação de educadores de EJA: caminhos inovadores da prática docente. Educação, Porto Alegre, v. 40, n. 2, p. 228-239, maio/ago. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2017.2.22483, acesso em 20 de set. 2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Trad. Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, 2002.

BARROS, J. D. S.; SILVA, M. F. P.; VÁLQUEZ, S. F. A prática docente mediada pelo estágio supervisionado. Atos de Pesquisa em Educação, v. 6, n. 2, p. 510-520, mai./ago. 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2011v6n2p510-520, acesso em 20 de set. 2021.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da educação Nacional (1996). Biblioteca Digital da Câmara dos deputados. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996.

MILANESI, I. Estágio supervisionado: concepções e práticas em ambientes escolares. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 46, p. 209-227, out./dez. 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-40602012000400015, acesso em 20 de set. 2021.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2012.

RODRIGUES, M. A. Quatro diferentes visões sobre o estágio supervisionado. Revista Brasileira de Educação, v. 18, n. 55 out./dez. 2013. Disponível em:

https://doi.org/10.1590/S1413-24782013000400011, acesso em 25 de out. 2021.

SANTOS, C. L. S; SOUSA, C. F. Oficinas pedagógicas: valorizando e estimulando os sujeitos da EJA campo. Revista Prática Docente, v. 1, n. 1, p. 67-78, jul./dez. 2016. Disponível em: http://doi.org/10.23926/rpd.v1i1.15, acesso em 29 de set. 2021

SILVA, G.; SILVA, A. V.; SANTOS, I. M. As contribuições do estágio supervisionado para a formação profissional. Dialogia, São Paulo, n. 36, p. 484-501, set./dez. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.5585/dialogia.n36.17009, acesso em 30 de set. 2021.

SILVA, H. I.; GASPAR, M. Estágio supervisionado: a relação teoria e prática reflexiva na formação de professores do curso de Licenciatura em Pedagogia. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 99, n. 251, p. 205-221, jan./abr. 2018. Disponível em:

https://doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.99i251.3093, acesso em 2 de out. 2021.

SOARES, L. As especificidades na formação do educador de jovens e adultos: um estudo sobre propostas de EJA. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 27, n. 2, p. 303-322, ago. 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-46982011000200014, acesso em 1 de out. 2021.

VENTURA, J. A EJA e os desafios da formação docente nas licenciaturas. Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 21, n. 37, p. 71-82, jan./jun. 2012. Disponível em: https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2012.v21.n37.p%p, acesso em 1 out. 2021.




DOI: https://doi.org/10.5585/41.2022.21116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional