O ensino de 2º grau no contexto da ditadura civil-militar no Brasil: a dualidade educacional na lei nº 5.692/1971

Aleksandra Nogueira de Oliveira Fernandes, Stenio de Brito Fernandes, Marlúcia Menezes de Paiva

Resumo


A Lei nº 5.692/1971 refletiu os interesses da ditadura civil-militar no Brasil, percebidos pela incorporação dos fundamentos da racionalização do trabalho escolar e na adoção do Ensino Profissionalizante no 2º grau. O presente estudo tem a propositiva de discutir sobre a dualidade do Ensino de 2º grau no contexto da Lei nº 5.692 de 11 de agosto de 1971. Para tanto, o estudo é de abordagem qualitativa em que nos utilizamos de fontes bibliográficas e históricas. Como resultados, apontamos que o Ensino de 2º grau na vigência da referida Lei se apresenta como uma proposta de cunho liberal. O estudo apontou que a politecnia e a omnilateralidade são caminhos a serem continuamente trilhados no âmbito da educação, sobretudo do atual Ensino Médio, no sentido de superar a dualidade histórica, presente com maior realce, nesse nível de ensino.


Palavras-chave


Lei nº 5.692/1971; ensino médio; dualidade; politecnia

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Ronaldo Marcos de Lima. Sobre dualidade, desigualdade e diferença. Cadernos de pesquisa. v. 26, n. 4, p. 107-122, out./dez. 2019.

BARROS, José Costa D’Assunção. Fontes Históricas: revisitando alguns aspectos primordiais para a Pesquisa Histórica. Mouseion, n. 12, p. 129-¬159, mai. - ago. 2012. ISSN 1981¬‐7207.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sara. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Editora Porto, 1994. Tradução de Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o Ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Brasília, 1971. Disponível em: https://www2.camara.leg.br. Acesso em: 18 mai. 2019.

CUNHA, Luiz Antônio. Ensino Profissional: o grande fracasso da ditadura. Cadernos de pesquisa, v. 44 n. 154 p. 912-933 out./dez. 2014. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/2913. Acesso em 01 mai. 2019.

CUNHA, Luiz Antônio. O ensino profissional na irradiação do industrialismo. São Paulo: Editora UNESP, 2005.

CUNHA, Luiz Antônio; GÓES, Moacyr de. O Golpe na Educação. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

FREITAG, Bárbara. Escola, Estado e Sociedade. São Paulo: Moraes, 1978.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. A gênese do decreto 5.154/2004 um debate no contexto controverso da democracia restrita. Revista Trabalho Necessário, Niterói, n. 3, 2005.

GERMANO, José Willington. Estado militar e educação no Brasil (1964-1985). 5 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2011.

MOURA, Dante Henrique. Educação Básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectivas de integração. Holos. ano 23, vol. 2, p. 4-30, 2007.

MOURA, Dante Henrique; LIMA FILHO, Domingos Leite; SILVA, Mônica Ribeiro. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 20, n. 63, p. 1057-1080, out./dez. 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782015206313. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/XBLGNCtcD9CvkMMxfq8NyQy/?lang=pt. Acesso em: 30 maio 2022.

NISKIER, Arnaldo. A nova escola: reforma do ensino de 1º e 2º graus. Rio de Janeiro: Bruguera, 1972.

RAMOS, Marise Nogueira. História e Política da Educação Profissional. Curitiba: Instituto Federal do Paraná, 2014 (Coleção formação pedagógica, v. 5). E-book.

RAMOS, Marise Nogueira; FRIGOTTO, Gaudêncio. Resistir é preciso, fazer não é preciso: As contra-reformas do ensino médio no Brasil. Cadernos de pesquisa em educação. PPGE-UFES, v. 19, p. 26-47, 2017.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da Educação no Brasil (1930-1973). 40. ed. Petropólis: Vozes, 2014.

ROSSI, Wagner Gonçalves. Capitalismo e Educação. São Paulo: Cortez e Moraes, 1978

SAVIANI, D. O choque teórico da politecnia. Trabalho, Educação e Saúde. v. 1, p. 131-152, 2003.

SCHULTZ, Teodoro. O capital humano: investimento em educação e pesquisa.

Trad. de Marco Aurélio de M. Matos. Rio de Janeiro. Zahar, 1973.

WARDE, Mriam Jorge. Educação e estrutura social: a profissionalização em questão. São Paulo: Cortez e Moraes, 1977.




DOI: https://doi.org/10.5585/42.2022.21935

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional