Cidade e Educação

da distopia histórica aos desafios da utopia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/48.2024.24481

Palavras-chave:

educação integral; distopias; espaço urbano; utopias

Resumo

O presente texto constitui-se como um ensaio acadêmico no qual engendram-se reflexões a partir de referências históricas e contextuais contemporâneas acerca das cidades e de suas possibilidades educadoras. Caracterizam-se dois ciclos de construção da perspectiva de cidades educadoras no Brasil, sendo o primeiro no entorno da reconstrução democrática e da Constituição de 1988, com ênfase nas lutas por escola, moradia, creche, saúde e intensa participação das gestões municipais. O segundo, relacionado ao período recente, anterior à ruptura política do ano de 2016, dialoga com a agenda de uma educação integral, proposta no âmbito do governo federal e articuladora de movimentos, atores sociais e políticas locais. Autores clássicos e contemporâneos entram neste diálogo, interpelando maquiagens em torno do tema, na vida de cidades brasileiras, e provocando para a reconstrução de utopias de uma sociedade justa que só podem ser materializadas em cidades que se dispõe a educar na diversidade de seus territórios.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Tascheto da Silva,  Universidade Franciscana – UFN

Doutor em Educação

 

Jaqueline Moll, Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Doutora em Educação

 

Referências

AICE. Carta das Cidades Educadoras. Disponível em: https://www.edcities.org/wp-content/uploads/2020/11/PT_Carta.pdf última visualização: 12.05.2023.

BERARDI, Franco. Depois do Futuro. São Paulo: Ed. Ubu, 2019.

CHALHOUB, Sydnei. Cidade Febril. São Paulo: Ed. Cia das Letras, 2017. COCCO, Giuseppe. Trabalho e Cidadania. São Paulo: Ed. Cortez, 2001.

DICK, Philip K. Realidades Adaptadas. São Paulo: Ed. Aleph, 2014.

FIORI, Ernani Maria. Prefácio. In: FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1970.

FOUCAULT, Michel. D&E III Estética: Literatura e Pintura, Música e Cinema. Rio de Janeiro: Ed. Forense Universitária, 2013.

FUMAGALLI, Andreas; MEZZADRA, Sandra. A Crise da Economia Global. Rio de Janeiro: Ed. Civilização Brasileira, 2011.

GEHL, Jan. Cidades Para Pessoas. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2015. GUATTARI, Félix. Caosmose. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2000.

HARVEY, David. A Produção Capitalista do Espaço. Rio de Janeiro: Ed. Annablume, 2006.

JACOBS, Jane. Morte e Vida de Grandes Cidades. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 2019.

JAMESON, Frederic. Pós-Modernismo: A Lógica Cultural do Capitalismo Tardio. São Paulo: Ed. Ática, 2000.

KOSELLECK, Reinhart. Estratos do Tempo. Rio de Janeiro: Ed. Puc Rio, 2014. KOWARICK, Lúcio. Escritos Urbanos. São Paulo: Ed. 34, 2009.

LEFEBVRE, Henri. A Revolução Urbana. Belo Horizonte: EDUFMG, 2004.

MARAZZI, Christian. O lugar das Meias: A virada linguística da economia e seus efeitos sobre a política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

MARICATO, Ermínia. Brasil, cidades. Petrópolis: Ed. Vozes, 2001.

MARTINS, José de Souza. A Aparição do Demônio na Fábrica. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2008.

MOLL, Jaqueline; CORÁ, Elsio José; SILVA, Marcio Tascheto da. CIDADES EDUCADORAS: o desafio da construção de outro paradigma pedagógico e de gestão em tempos distópícos. Revista Vagalumear, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 1-5, jan. 2022. ISSN 2763-9916. Disponível em: https://periodicos.uea.edu.br/index.php/rv/article/view/2467. Acesso em: 26 mar. 2024.

NEGRI, Antonio; HARDT, Michael. Declaração: isto não é um manifesto. São Paulo: Ed. Sesc/N-1, 2014.

NERI, Marcelo. Chegamos ao Topo da Desigualdade? Posfácio da Pesquisa A Escalada da Desigualdade com dados até Setembro de 2019. Rio de Janeiro, nov. 2019. Disponível em: https://cps.fgv.br/desigualdade. Acesso em: 12 maio 2023.

NUNES, Rodrigo. Do Transe à Vertigem – Ensaios sobre bolsonarismo e um mundo em transição. São Paulo: Ed. UBU, 2022.

PEREC, Georges. A Vida Modo de Usar. São Paulo: Ed. Cia das Letras, 2009. ROLNIK, Raquel. Guerra dos Lugares. São Paulo: Ed. Boitempo, 2015.

SADER, Eder. Quando Novos Personagens Entram em Cena. São Paulo: Ed. Paz e Terra, 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Reconhecer para libertar: os caminhos do cosmopolitanismo multicultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

SANTOS, Milton. A Urbanização Brasileira. São Paulo: HUCITEC, 1994. SANTOS, Milton. Da Totalidade ao Lugar. São Paulo: Ed. Edusp, 2011.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. Sobre o Autoritarismo Brasileiro. São Paulo: Ed. Cia das Letras, 2020.

SILVA, Marcio Tascheto da. Cidade Gris - Heterotopias Pedestres. 2016. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, 2016. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/158324. Acessado em: 21 out. 2023.

SODRÉ, Muniz. O Fascismo da Cor - Uma radiografia do racismo nacional. Petrópolis: Ed. Vozes, 2023.

WISNIK, Guilherme. Dentro do Nevoeiro. São Paulo: Ed. Ubu, 2018.

Downloads

Publicado

10.04.2024

Como Citar

SILVA, Marcio Tascheto da; MOLL, Jaqueline. Cidade e Educação: da distopia histórica aos desafios da utopia. Dialogia, [S. l.], n. 48, p. e24481, 2024. DOI: 10.5585/48.2024.24481. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/24481. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos