O papel da família e das instituições no processo educativo de alunos com necessidades especiais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/48.2024.24798

Palavras-chave:

educação especial; criança excepcional; pessoas com deficiência

Resumo

A temática educação especial apresenta relevância crescente pelos desafios e dilemas que coloca em termos das práticas educativas cotidianas. Objetivou-se analisar o papel da família e das instituições no processo educativo especial. Foi feita revisão sistemática seguindo as diretrizes PRISMA, buscando por artigos originais publicados entre 2011 e 2021 nas bases de dados Science Direct e Web of Sciense com os descritores “Education, Special AND Family”; “Education, Special AND Mainstreaming”. Nos 18 artigos selecionados verificou-se que as instituições de ensino têm o papel de disponibilizar professores especializados/capacitados, acompanhamento e avaliação dos alunos, manejo pedagógico da diversidade, estrutura física e equipamentos/tecnologia; além de amparo à família. Já as famílias necessitam aceitar o diagnóstico, buscar amparo psicológico, social e econômico dos órgãos competentes, além de auxiliar nas atividades da escola. Apesar de existir a possibilidade de educação inclusiva, as instituições exclusivas de educação especial continuarão sendo um importante alicerce aos educandos que demandam apoios múltiplos e contínuos. Conclui-se que é muito importante fortalecer os laços sociais, ou seja, construir um suporte mútuo entre família e escola, com políticas públicas que forneçam subsídio às instituições e às famílias, garantindo assim educação de qualidade ao aluno especial, seja no ensino exclusivo ou inclusivo.

CROSSMARK_Color_horizontal.svg

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Henrique de Mello, Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga – FADIP

Mestre em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente

 

Maria Isabel Cristina Batista Mayrink, Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga – FADIP

Doutora em Bioquímica Agrícola

 

Marli do Carmo Cupertino, Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga – FADIP

Doutora em Biologia Celular e Estrutural

 

Referências

AKBAROVNA Abdullajonova Shaxnoza. Inclusive Education and Its Essence. International Journal of Social Science & Interdisciplinary Research 2022, v. 11, n. 01, p. 248–254. Disponível em: http://www.gejournal.net/index.php/IJSSIR/article/view/182 Acesso em: 16 mar. 2023.

APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - Brasil. https://apaebrasil.org.br/conteudo/quem-somos. Acesso em: 27 de março de 2023.

AZEVEDO, Tássia Lopes de; CIA, Fabiana; SPINAZOLA, Cariza de Cássia. Correlação entre o Relacionamento Conjugal, Rotina Familiar, Suporte Social, Necessidades e Qualidade de Vida de Pais e Mães de Crianças com Deficiência. Revista Brasileira de Educação Especial [online], v. 25, n. 2, p. 205-218, 2019. Doi: https://doi.org/10.1590/s1413-65382519000200002.

BENITEZ Ojeda, A. B, CARUGNO, P. Special Education. In StatPearls. StatPearls Publishing. 2022. Link: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29763032/. Acesso em: 27 de fevereiro de 2023.

BIANCHI, B.; SPINAZOLA, C.; GALVANI, M. Reações da notícia do diagnóstico da síndrome de Down na percepção paterna. Revista Educação Especial, v. 34, e16/1-23, 2021. Doi: https://doi.org/10.5902/1984686X37804

BISSOTO, Maria Luisa; SILVA FILHO, Danilo. O fenômeno do bullying em relação aos alunos com necessidades educacionais especiais: um estudo a partir do cotidiano escolar. UNISAL, v. 11, n. 22, 2017. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/1611 Acesso em: 10 mar. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Decreto Nº 5.296 de 02 de dezembro de 2004.

BRUNHARA, Jane Assunção et al. Accessibility of people with disabilities to higher education: social attitudes of students and professors of a higher education institution. Revista CEFAC [online], v. 21, n. 3, e13018, 2019. Doi: https://doi.org/10.1590/1982-0216/201921313018.

BÜRKI, Lara et al. Special educational support in children and adolescents with autism spectrum disorder in Germany: Results from a parent survey. Research in Developmental Disabilities, v. 112, 2021. Doi: https://doi.org/10.1016/j.ridd.2021.103931.

CHAGAS, Maria de Fátima de Lima das; DIAS, Francisca Kélia Duarte. Alunos com necessidades educacionais especiais nas escolas regulares de Mossoró-RN. HOLOS, [S.l.], v. 5, p. 144-153, 2014. ISSN 1807-1600. Doi: https://doi.org/10.15628/holos.2014.968.

CHRISTOVAM, Ana Carolina Camargo. O Envolvimento parental na visão de pais e professores de alunos com necessidades educacionais especiais. Revista Brasileira de Educação Especial. 2013, v. 19, n. 4, pp. 563-581. Disponível em:. Epub 07 Jan 2014. ISSN 1980-5470.

CUNHA, Eliseu de Oliveira et al. A queixa escolar sob a ótica de diferentes atores: análise da dinâmica de sua produção. Estudos de Psicologia [online], v. 33, n. 2, p. 237-245, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-02752016000200006.

CUNHA, Katiane da Costa et al. Qualidade da Coparentalidade e o Estresse em Pais de Crianças com Paralisia Cerebral. Revista Brasileira de Educação Especial [online], v. 27, e0010, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-54702021v27e0010.

DOMAGAŁA-ZYŚK E., KNOPIK T. Functional diagnosis as a strategy for implementing inclusive education in Poland. Revista Brasileira de Educação Especial. 2020. 26,2,203-330.

ELBAUM, Batya; BLATZ, Erin; Rodriguez, Raymond. Parents’ Experiences as Predictors of State Accountability Measures of Schools’ Facilitation of Parent Involvement. Remedial and Special Education, 2016. 37(1), 15–27. https://doi.org/10.1177/0741932515581494

ERIKSEN, Mette Brandt; FRANDSEN, Tove Faber. The impact of patient, intervention, comparison, outcome (PICO) as a search strategy tool on literature search quality: a systematic review. Journal of the Medical Library Association, [s. l.], v. 106, n. 4, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.5195/JMLA.2018.345

FLEIRA, Roberta Caetano; FERNANDES, Solange Hassan Ahmad Ali. Ensinando Seus Pares: a inclusão de um aluno autista nas aulas de Matemática. Bolema: Boletim de Educação Matemática [online], v. 33, n. 64, p. 811-831, 2019. Doi: https://doi.org/10.1590/1980-4415v33n64a18.

FORLIN, C. Inclusive Education in Australia Ten Years after Salamanca. European Journal of Psychology of Education. 2006. XXI (3), 265-277.

FREITAG, Vera Lucia; MILBRATH, Viviane Marten; MOTTA, Maria da Graça Corso da. Tornar-se mãe de uma criança com paralisia cerebral: sentimentos vivenciados. Psicologia em Estudo [online], v. 25, e41608, 2020. Doi: https://doi.org/10.4025/psicolestud.v25i0.41608 Acesso em: 20 fev. 2021.

FREITAS, Lucas Cordeiro; DEL PRETTE, Zilda Aparecida Pereira. Habilidades sociais de crianças com diferentes necessidades educacionais especiais: Avaliação e implicações para intervenção. Av. Psicol. Latinoam., Bogotá, v. 31, n. 2, p. 344-362, 2013. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1794-47242013000200004&lng=en&nrm=iso . Acesso em: 10 mar. 2021.

HURWITZ, S., GARMAN-MCCLAINE, B., & CARLOCK, K. Special education for students with autism during the COVID-19 pandemic: "Each day brings new challenges". Autism: the international journal of research and practice, 2022. 26(4), 889–899. https://doi.org/10.1177/13623613211035935

KAYAMA, Misa; HAIGHT, Wendy. Balancing the stigmatization risks of disability labels against the benefits of special education: Japanese parents' perceptions. Children and Youth Services Review, v. 89, p. 43-53, 2018. Doi: https://doi.org/10.1016/j.childyouth.2018.04.008

MACEDO, Natalia Neves. Formação de professores para a educação inclusiva nos cursos de Pedagogia das Universidades Públicas Paulistas. 2010. 141 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2010. https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3066

MATURANA, Ana Paula Pacheco Moraes; MENDES, Enicéia Gonçalves; CAPELLINI, Vera Lúcia Messias Fialho. Schooling of Students with Intellectual Disabilities: Family and School Perspectives. Paidéia [online], v. 29, e2925, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-4327e2925.

MEC – Ministério da Educação. Política nacional de educação especial na

perspectiva da educação inclusiva. 2008. http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 27 de fevereiro de 2023.

POULLET, E.; WENDLAND, J. L’expérience d’élever un enfant dyslexique: stress parental et relation parent-enfant. Neuropsychiatrie de l'Enfance et de l'Adolescence, v. 69, n. 4, p. 169-175, 2021. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0222961721000738

RECH, A. J. D.; FREITAS, S. N. Uma análise dos mitos que envolvem os alunos com altas habilidades: a realidade de uma escola de Santa Maria / RS. Revista Brasileira de Educação Especial. 2005 v. 11, n. 2, p. 295-314.

Silva, M. S., & Bracht, V. Na pista de práticas e professores inovadores na educação física escolar. Kinesis, 2012. 30(1). https://doi.org/10.5902/010283085718

STARKS Allison C., REICH,Stephanie M. “What about special ed? “: Barriers and enablers for teaching with technology in special education, Computers & Education,193, 2023,104665, https://doi.org/10.1016/j.compedu.2022.104665

TERRA, Ricardo Nogueira; GOMES, Claudia. Docência Na Educação Inclusiva: Problematizando As Concepções Das Ações Profissionais Na Escolarização De Alunos Com Necessidades Educacionais Especiais. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional, v. 9, n. 21, p. 265-279, 2014. Disponível em: https://seer.utp.br/index.php/a/article/view/388 Acesso em: 10 mar. 2021.

VITALIANO, Célia Regina. Formação de professores de Educação Infantil para inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais: uma pesquisa colaborativa. Pro-Posições [online], v. 30, e20170011, 2019. Doi: https://doi.org/10.1590/1980-6248-2017-0011.

WHO - World Health Organization. 2022. Disability https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/disability-and-health. Acesso em: 27 de março de 2023.

Downloads

Publicado

29.04.2024

Como Citar

MELLO, Marcelo Henrique de; MAYRINK, Maria Isabel Cristina Batista; CUPERTINO, Marli do Carmo. O papel da família e das instituições no processo educativo de alunos com necessidades especiais. Dialogia, [S. l.], n. 48, p. e24798, 2024. DOI: 10.5585/48.2024.24798. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/24798. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos