As produções sobre a avaliação da aprendizagem das crianças em processo de alfabetização no ensino remoto emergencial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/48.2024.25144

Palavras-chave:

alfabetização; avaliação; Covid-19; ensino remoto emergencial

Resumo

O trabalho buscou mapear as produções sobre a avaliação no processo de alfabetização durante o período inicial da Covid-19. Trata-se de um estudo amparado nos referenciais teóricos que abordam sobre a relevância do estado do conhecimento e que teve como recorte temporal os anos de 2019 a 2022. As buscas foram realizadas no Banco de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, nos Anais do V Congresso Brasileiro de Alfabetização e na Revista Brasileira de Alfabetização. Os cinco trabalhos localizados indicam a parca produção envolvendo a avaliação no processo de alfabetização durante o ensino remoto emergencial. E, ainda, a importância de investigações sobre como as práticas avaliativas foram conduzidas pelas alfabetizadoras mediante as dificuldades impostas pela Covid-19, uma vez que o acompanhamento e a avaliação contínua são balizadores e orientadores do planejamento pedagógico e da prática educativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Braga Michel, Universidade Federal do Rio Grande – FURG

Doutorado em Educação

 

Verônica Amorim Saraiva, Universidade Federal do Rio Grande – FURG

Mestrado em Educação

 

Referências

ALFABETIZAÇÃO em rede: uma investigação sobre o ensino remoto da alfabetização na pandemia COVID-19 – Relatório Técnico (parcial). Revista Brasileira de Alfabetização, n. 13, p. 185-201, dez. 2020. Disponível em: https://revistaabalf.com.br/index.html/index.php/rabalf/article/view/465. Acesso em: 04 jan. 2021. Doi: https://doi.org/10.47249/rba2020465.

ALMEIDA, A. F. de; SILVA, S. dos S. Ensino remoto e alfabetização: possibilidades de práticas pedagógicas no contexto de pandemia. In: V CONBALF: POLÍTICAS, PRÁTICAS E RESISTÊNCIAS, 5., 2021, Florianópolis. Anais eletrônicos [...], 2021, p. 1-8. Disponível em: https://eventos.udesc.br/ocs/index.php/V_CBA/ppr/paper/view/1573. Acesso em: 28 jul. 2022.

ALVES. A. J. A “Revisão da Bibliografia” em teses e dissertações: meus tipos inesquecíveis. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, n. 81, p. 53-60, 1992. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/990. Acesso em: 19 mar. 2022.

BAKHTIN, M. V. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1995 [1929].

BAKHTIN, M. V. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997 [1977].

BARROS, C. de C. Entre o prescrito e o efetivamente praticado: um estudo da avaliação para as aprendizagens e dos registros no bloco inicial de alfabetização. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), Universidade de Brasília – UnB, Brasília, 2021.

BEHAR, P. A. O ensino remoto emergencial e a educação à distância. Jornal da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 6 jul. 2020. Disponível em: https://www.ufrgs.br/coronavirus/base/artigo-o-ensino-remoto-emergencial-e-a-educacao-a-distancia/. Acesso em: 12 ago. 2020.

FERREIRA, L. H.; BARBOSA, A. Lições de quarentena: limites e possibilidades da atuação docente em época de isolamento social. Práxis Educativa, [S. l.], v. 15, p. 1–24, 2020. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/15483. Acesso em: 15 ago. 2022. Doi: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.15.15483.076.

FERREIRA, N. S. de A. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Revista Educação & Sociedade. Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/vPsyhSBW4xJT48FfrdCtqfp/abstract/?lang=pt. Acesso em: 15 mar. 2022. Doi: https://doi.org/10.1590/S0101-73302002000300013.

FERREIRO. E.; TEBEROSKY, A. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 26. ed. São Paulo: Cortez, [1981]1999.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2021.

HADJI, C. Avaliação desmistificada. Tradução Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artmed, 2001.

HOFFMANN, J. Avaliar: respeitar primeiro, educar depois. 5. ed. Porto Alegre: Mediação, 2010.

IGNACIO, P. ; MICHEL, C. B. Os desafios e as possibilidades do planejamento para a alfabetização a distância em tempos de pandemia. In: Reunião Científica da ANPEd-Sul, 13, 2020, Blumenau. Anais da XIII Reunião Científica da ANPEd-Sul, 2020. p. 1-6. Disponível em: http://anais.anped.org.br/regionais/sites/default/files/trabalhos/19/6160-TEXTO_PROPOSTA_COMPLETO.pdf. Acesso em: 25 fev. 2022.

IGNACIO, P. ; MICHEL, C. B. O planejamento de práticas alfabetizadoras em tempos de pandemia: desafios e possibilidades. Dialogia, São Paulo, n. 39, p. 1-18, set./dez., 2021. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/20620. Acesso em: 16 fev. de 2022. Doi: https://doi.org/10.5585/39.2021.20620.

LUDOVICO, F. M.; MOLON, J.; BARCELLOS, P. D. S. C. C.; FRANCO, S. R. K. COVID-19: DESAFIOS DOS DOCENTES NA LINHA DE FRENTE DA EDUCAÇÃO. EDUCAÇÃO, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 58–74, 2020. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9166. Acesso em: 15 ago. 2022. DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v10n1p58-74.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22. ed. São Paulo: Editora Cortez, 2011.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem na escola: reelaborando conceitos e recriando a prática. Salvador: Malabares Comunicação e Eventos, 2003.

MACEDO, M. S. A. N. Limites e possibilidades do ensino remoto da alfabetização: o que dizem as alfabetizadoras no interior do Ceará. Revista Brasileira de Alfabetização, n. 16, p. 103-116, 24 mar. 2022b. Doi: https://doi.org/10.47249/rba2022594. Disponível em: https://revistaabalf.com.br/index.html/index.php/rabalf/article/view/594. Acesso em: 12 jul. 2022.

MORAIS, A. G. de. Sistema de Escrita Alfabética. São Paulo: Melhoramento,

MORAIS, A. G. de. Consciência fonológica na Educação Infantil e no Ciclo de

Alfabetização. 1a Edição. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019.

OLIVEIRA, S. da S.; SILVA, O. S. F.; SILVA, M. J. de O. Educar na incerteza e na urgência: implicações do ensino remoto emergencial ao fazer docente e a reinvenção da sala de aula. EDUCAÇÃO, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 25-40, 2020. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9239. Acesso em: 22 maio 2021. DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v10n1p25-40.

PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens - entre duas lógicas. Tradução Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artmed, 1999.

PICCOLI, L.; SPERRHAKE, R.; ANDRADE, S. dos S. Avaliação da alfabetização no contexto do ensino remoto: uma análise a partir dos grupos focais da pesquisa Alfabetização em Rede. In: V CONBALF: POLÍTICAS, PRÁTICAS E RESISTÊNCIAS, 5., 2021, Florianópolis. Anais eletrônicos [...], 2021, p. 1-8. Disponível em: https://eventos.udesc.br/ocs/index.php/V_CBA/ppr/paper/view/1255. Acesso em: 28 jul. 2022.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto Estadual nº 55.118, de 16 de março de 2020. Estabelece medidas complementares de prevenção ao contágio pelo COVID-19 (novo Coronavírus) no âmbito do Estado. Diário Oficial Estadual, Porto Alegre, p. 1-2, 2020. Disponível em: https://estado.rs.gov.br/upload/arquivos/decreto-55118.pdf. Acesso em: 6 jun. 2021.

RONDINI, C. A.; PEDRO, K. M.; DUARTE, C. dos S. Pandemia da Covid-19 e o ensino remoto emergencial: mudanças na prática pedagógica. EDUCAÇÃO, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 41–57, 2020. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9085. Acesso em: 22 maio 2021. Doi: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v10n1p41-57.

SOARES, M. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Editora Contexto, 2018.

SOARES, Magda. Alfaletrar: toda criança pode aprender a ler e a escrever. São Paulo: Contexto, 2020.

SOARES, M., MACIEL, F. Alfabetização. Série Estada do Conhecimento. Brasília: MEC/Inep/Comped, 1991.

STREET, B. Literacy in theory and practice. New York: Cambridge University Press, 1984.

VILLAS BOAS, B. M. de F. Avaliação para aprendizagem na formação de professores. In: Cadernos de Educação, Brasília, n. 26, p. 57-77, jan./jun. 2014. Disponível em: https://www.cnte.org.br/images/stories/cadernos_educacao/cadernos_educacao_26.pdf. Acesso em: 17 ago. 2022.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

ZACHARIAS-CAROLINO, A. G.; LUCCA, T. A. F. de; OSTI, A. Atividades avaliativas no contexto do ensino remoto: desafios e (im)possibilidades à prática do alfabetizador. In: V CONBALF: POLÍTICAS, PRÁTICAS E RESISTÊNCIAS, 5., 2021, Florianópolis. Anais eletrônicos [...], 2021, p. 1-8. Disponível em: https://eventos.udesc.br/ocs/index.php/V_CBA/ppr/paper/view/1119/747. Acesso em: 28 jul. 2022.

Downloads

Publicado

10.04.2024

Como Citar

MICHEL, Caroline Braga; SARAIVA, Verônica Amorim. As produções sobre a avaliação da aprendizagem das crianças em processo de alfabetização no ensino remoto emergencial. Dialogia, [S. l.], n. 48, p. e25144, 2024. DOI: 10.5585/48.2024.25144. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/25144. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos