Professoras iniciantes que ensinam Matemática e os aspectos determinantes de seu desenvolvimento profissional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/48.2024.26226

Palavras-chave:

formação de professores; iniciação à docência; desenvolvimento profissional; ensino de matemática

Resumo

Neste artigo, apresentam-se resultados de uma pesquisa de abordagem qualitativa, desenvolvida ao longo de cinco anos, cujo objetivo foi investigar o papel exercido pelo curso de licenciatura em Pedagogia e pela instituição escolar na forma como as professoras enfrentam os dilemas do início da carreira, sobretudo para ensinar Matemática, que possibilitam ou limitam o desenvolvimento profissional. Participaram da pesquisa cinco professoras formadas em instituições públicas e privadas que responderam a um questionário e participaram de entrevistas episódicas. Os dados evidenciaram mudanças graduais no ensino de Matemática motivadas pelo curso de formação inicial. E ainda, que o contexto de atuação influencia e pode até mesmo restringir a autonomia na organização das aulas. Conclui-se que o curso de licenciatura e a instituição escolar interferem nos seguintes aspectos reguladores do desenvolvimento profissional: afinidade/aversão à Matemática; isolamento/colaboração; conservadorismo/mudança e atuação por ensaio-e-erro versus a prática reflexiva.

CROSSMARK_Color_horizontal.svg

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andressa Florcena Gama da Costa, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Doutora em Educação

 

Maria Raquel Miotto Morelatti, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP

Doutora em Educação

 

Referências

ALMEIDA, Cíntia Raquel Ferreira Mercado de. Da aversão à descoberta: atitudes em relação à Matemática na formação de futuros professores dos anos iniciais. 2021. 176 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande - MS, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufms.br/bitstream/123456789/3673/1/Da%20Aversao%20a%20Descoberta_Cintia%20de%20Almeida.pdf. Acesso em: 18 mar. 2023.

ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de; REIS, Adriana Teixeira; GOMBOEFF, Ana Lucia Madsen; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. As pesquisas sobre professores iniciantes: uma revisão integrativa. Revista eletrônica de educação, v. 14, p. e4152113-e4152113, 2020. Disponível em: www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4152. Acesso em: 30 abr. 2021.

CIRÍACO, Kingler Teodoro; PIROLA, Nelson Antonio. "A Matemática, ela assusta um pouco": Crença de autoeficácia e mudança de atitudes de estudante de pedagogia a partir da pesquisa na formação inicial. REVEMAT, Florianópolis, v. 13, n. 1, p. 147-162, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/revemat/article/view/1981-1322.2018v13n1p147/37865. Acesso em: 18 mar. 2023.

CURI, Edda. A matemática e os professores dos anos iniciais. São Paulo: Musa Editora, 2005.

FIORENTINI, Dário; CRECCI, Vanessa. Desenvolvimento profissional docente: um termo guarda-chuva ou um novo sentido à formação?. Formação Docente–Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, v. 5, n. 8, p. 11-23, 2013. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/74. Acesso em: 18 mar. 2023.

FLICK, Uwe. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FLORCENA, Andressa. Desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática: implicações da formação inicial e do início da carreira. 2022. 288f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP, Presidente Prudente, 2022. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/234638. Acesso em: 18 mar. 2023.

FRANCO, Maria Amélia do Rosário Santoro. Entre a lógica da formação e a lógica das práticas: a mediação dos saberes pedagógicos. Educação e Pesquisa, v. 34, n. 1, jan-abr., p. 109-126, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1517-97022008000100008. Acesso em: 20 abr. 2021.

FRANCO, Maria Amélia do Rosário Santoro. Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (on-line), Brasília, v. 97, n. 247, p. 534-551, set./dez., 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbeped/a/m6qBLvmHnCdR7RQjJVsPzTq/abstract/?lang=pt. Acesso em: 20 abr. 2021.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António. (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Portugal: Porto Editora, 1995. p. 31-61.

MARCELO, Carlos. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo - Revista de Ciências da Educação, n. 8, jan./abr. 2009a. Disponível em: http://www.fep.porto.ucp.pt/sites/default/files/files/FEP/SAME/docs/Carlosmarcelo_Desenv _Profissional.pdf. Acesso em: 10 jun. 2020.

MARCELO, Carlos. Los comienzos en la docencia: un profesorado con buenos principios. Revista de Currículum y Formación de Profesorado, v. 13, n. 1, p. 1 -25, 2009b. Disponível em: http://hdl.handle.net/11162/77628. Acesso em: 10 jun. 2020.

NACARATO, Adair Mendes; PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion; MENGALI, Brenda Leme. da Silva. A matemática nos anos iniciais do ensino fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

NONO, António. Professores iniciantes: o papel da escola em sua formação. Porto Alegre: Mediação, 2011.

NÓVOA, António. Escolas e professores, proteger, transformar, valorizar. Bahia: SEC/IAT, 2022. Disponível em: https://rosaurasoligo.files.wordpress.com/2022/02/antonio-novoa-livro-em-versao-digital-fevereiro-2022.pdf. Acesso em: 03 mai. 2022.

PONTE, João Pedro Da formação ao desenvolvimento profissional. Actas da Profmat 98, Lisboa, APM, 1998.

SANTOS, Cícero Augusto dos; CIRÍACO, Klinger Teodoro. O que dizem as ementas das disciplinas relacionadas à Matemática em cursos de Pedagogia de instituições públicas do estado de São Paulo. Revista de Educação em Ciências e Tecnologia – ALEXANDRIA, v. 14, n. 1, p. 349-365, 2021. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=8076166. Acesso em: 23 mai. 2023.

SCHON, Donald. Formar professores como profissionais reflexivos. In.: NÓVOA, António. (org.) Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997. p. 73-90.

SHULMAN, Lee. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, Cambridge, v. 57, p. 1-22, 1987. Disponível em: https://doi.org/10.17763/haer.57.1.j463w79r56455411. Acesso em: 20 abr. 2021.

TORTORA, Evandro; SANDER, Giovana Pereira; PIROLA, Nelson Antonio. Um estudo sobre as atividades em relação à Matemática com alunos do curso de Pedagogia. In: XI Encontro Nacional de Educação Matemática – XI ENEM – Educação Matemática: retrospectivas e perspectivas, Curitiba, PR – 18 a 21 de julho de 2013. Disponível em: http://sbem.web1471.kinghost.net/anais/XIENEM/pdf/2462_1708_ID.pdf. Acesso em: 18. mar. 2023.

VASCONCELOS, Mônica. Formação docente e entrada na carreira: uma análise dos saberes mobilizados pelos professores que ensinam matemática nos anos iniciais. 2009. 206f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande- MS, 2009.Disponível em: https://posgraduacao.ufms.br/portal/trabalho-arquivos/download/695. Acesso em: 08. fev. 2022.

VEENMAN, Simon. Perceived Problems of Beginning Teachers. Review of Educational Research, Catholic University of Nijmegen, 1984, v. 54, n. 2, p. 154-155. Disponível em: https://doi.org/10.3102/0034654305400214. Acesso em: 18. mar. 2023.

Downloads

Publicado

24.04.2024

Como Citar

COSTA, Andressa Florcena Gama da; MORELATTI, Maria Raquel Miotto. Professoras iniciantes que ensinam Matemática e os aspectos determinantes de seu desenvolvimento profissional . Dialogia, [S. l.], n. 48, p. e26226, 2024. DOI: 10.5585/48.2024.26226. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/26226. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê n. 48 “Desenvolvimento profissional de professores e gestores: contribuições para o campo de pesquisa e para a prática