Criticidade e educação filosófica de crianças e jovens

Marcos Antônio Lorieri, Rodrigo Barboza dos Santos

Resumo


texto parte de afirmação, nem sempre aceita, de que o ensino de filosofia propicia o desenvolvimento da criticidade. Na verdade o que não é aceita é a firmação de que somente o ensino de filosofia contribui para este desenvolvimento.  Tem como objetivo tecer considerações sobre a posição de que, efetivamente certo ensino de filosofia auxilia no desenvolvimento da criticidade e apresentar argumentos a favor da contribuição do ensino de filosofia nesta direção, ainda que não seja sua exclusividade. Nesta direção traz entendimentos sobre filosofia, sobre ensino de filosofia, sobre pensamento crítico e criticidade, concluindo pela necessidade do desenvolvimento da criticidade nos estudantes de modo geral e pela possibilidade efetiva de o ensino de filosofia contribuir no desenvolvimento do pensamento reflexivo e crítico.


Palavras-chave


Criticidade. Pensamento crítico. Educação. Ensino de filosofia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N22.5759

Direitos autorais



Dialogia

ISSN da versão online: 1983-9294
ISSN da versão impressa: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.