TELECOMUNICAÇÕES E RADIODIFUSÃO: UMA QUESTÃO DE DESVINCULAÇÃO NORMATIVA

Chalini Torquato Gonçalves de Barros

Resumo


A legislação que rege a comunicação no Brasil é marcada pelo significativo paradoxo da desvinculação normativa entre os serviços de radiodifusão e de telecomunicação, desde a privatização do setor, à época, pelo presidente Fernando Henrique Cardoso. Entre os fatores que contribuem para o estabelecimento de tal situação estão práticas de clientelismo inerentes à cultura política brasileira. Indo por esse caminho, o setor de comunicação brasileiro segue um rumo inverso ao da tendência mundial de convergência tecnológica e normativa, além de fragilizar o Estado no que diz respeito ao cumprimento de seu papel regulador, especialmente porque ele se faz vulnerável às pressões dos atores mais influentes do setor.

Palavras-chave


Convergência. Clientelismo Radiodifusão. Regulamentação. Telecomunicações.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/remark.v7i2.1330

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Marketing – Remark



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

REMark – Rev. Bras. Mark.
ISSN da versão online: 2177-5184
www.revistabrasileiramarketing.org