Dos aprendizados agrícolas às escolas agrotécnicas: a gênese da escola agrotécnica federal Dom Avelar Brandão Vilela em Petrolina-PE, no contexto histórico do ensino técnico federal no Brasil

Inês Silva Guimarães, José Roberto Gomes Rodrigues

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar o contexto no qual foi idealizada e concretizada a implantação da Escola Agrotécnica Federal Dom Avelar Brandão Vilela, em Petrolina (PE), no ano de 1988, a possível relação com a institucionalização da forma de ensino técnico-profissional no Brasil e, especificamente, do ensino agrícola. Tal análise é realizada a partir dos conceitos de campo e de formas de escolarização, numa perspectiva relacional e sócio-histórica, por meio de pesquisa bibliográfica e documental. O artigo aborda as raízes do ensino técnico no Brasil, as relações escravistas e força de trabalho; as Escolas de Aprendizes Artífices e a normatização do ensino agrícola; as Escolas Agrotécnicas Federais, concluindo com a ideia de que é possível perceber uma confluência de elementos na gênese desta instituição e da Escola Dom Avelar Brandão Vilela.

 


Palavras-chave


ensino agrícola; escola agrotécnica; formas de escolarização; história da educação

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Guilherme José Ferreira; SILVA, Marlene Maria. Crescimento econômico no Semiárido brasileiro: o caso do polo frutícola Petrolina/Juazeiro. Caminhos de Geografia, v.14, n.46, p.246-264. Junho, 2013. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/18291/12824. Acesso em: 15 jul. 2021.

BOURDIEU, Pierre. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. Tradução: Denice Barbara Catani. São Paulo: Editora UNESP, 2004. 86 p.

BOURDIEU, Introdução a uma Sociologia Reflexiva. In: BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Tradução: Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012, p. 17-58.

BRASIL. Decreto nº 7.566, de 23 de setembro de 1909. Cria nas capitais dos Estados da República Escolas de Aprendizes Artífices, para o ensino profissional primário gratuito. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1900-1909/decreto-7566-23-setembro-1909-525411-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 20 jun. 2021.

BRASIL. Decreto nº 8.319, de 20 de outubro de 1910. Cria o Ensino Agronômico e aprova o respectivo regulamento. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1910-1919/decreto-8319-20-outubro-1910-517122-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 2 jul. 2021.

BRASIL. Decreto nº 24.115, de 12 de abril de 1934. Dispõe sobre a organização definitiva dos estabelecimentos de ensino elementar de agricultura, subordinados à Diretoria do Ensino Agrícola, do Departamento Nacional, da Produção Vegetal e dá outras providências. Disponível em https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-24115-12-abril-1934-512582-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 2 jul. 2021.

BRASIL. Decreto-Lei nº 9.613, de 20 de agosto de 1946. Lei Orgânica do Ensino Agrícola. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-9613-20-agosto-1946-453681-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 2 jul. 2021.

BRASIL. Decreto nº 72.434, de 9 de julho de 1973. Cria a Coordenação do Ensino Agrícola – COAGRI – no Ministério da Educação e Cultura, atribuindo-lhe autonomia administrativa e financeira e dá outras providências. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1970-1979/decreto-72434-9-julho-1973-420902-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 5 jul. 2021.

BRASIL. Decreto nº 83.935, de 4 de setembro de 1979. Altera a denominação dos estabelecimentos de ensino que indica. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1970-1979/decreto-83935-4-setembro-1979-433451-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 5 jul. 2021.

BRASIL. Decreto nº 96.598, de 25 de agosto de 1988. Cria a Escola Agrotécnica Federal Dom Avelar Brandão Vilela, em Petrolina, Estado de Pernambuco, e dá outras providências. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1988/decreto-96598-25-agosto-1988-447290-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 14 jun. 2021.

BRASIL. Projeto de Lei nº 6.736, de 1985. Autoriza a criação e implantação da Escola Agrotécnica Federal de Petrolina, no Estado de Pernambuco. Distrito Federal: Congresso Nacional, [1985]. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=231213. Acesso em: 5 jul. 2021.

CARVALHO, Sônia Maria dos Santos. Dom Avelar Brandão Vilela: uma biografia histórica. 2010. Dissertação (Mestrado em História do Brasil) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2010. Disponível em: http://www.leg.ufpi.br/subsiteFiles/mesthist/arquivos/files/Dissertacoes/Dissertacao_SONIA.pdf. Acesso em: 10 jul. 2021.

CHAPOULIE, Jean-Michel; Briand, Jean-Pierre. A instituição escolar e a escolarização: uma visão de conjunto. Tradução Julieta B. Desaulniers. Educação & Sociedade, n. 47, p. 11-55, abr. 1994.

CUNHA, Luiz Antônio. O ensino de ofícios nos primórdios da industrialização. 2a ed., São Paulo: Editora UNESP; Brasília, DF: FLACSO, 2005. Livro eletrônico, edição Kindle. 4641 posições.

NERY, Marco Arlindo Amorim Melo. Pelos caminhos de Deméter: os aprendizados agrícolas federais e as políticas para o ensino agrícola primário no início do século XX (1910-1947). 2010. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2010. Disponível em: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11910. Acesso em: 3 jul. 2021.

NÓVOA, António. História da educação: percursos de uma disciplina. Análise Psicológica. Lisboa, n. 4, p. 417-434, out./dez 1996.

PRESIDENTE Sarney otimista com a irrigação. Jornal de Juazeiro, Juazeiro, BA, Ano 15, n. 981, p.3, 21/22 jun. 1988.

RODRIGUES, José Roberto Gomes. Formas de escolarização secundária e sócio-gênese de uma instituição escol ar: o Ginásio Ruy Barbosa em Juazeiro, BA (1953-1963). 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

RODRIGUES, Ricardo José Pereira. Osvaldo Coelho. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2019.

SARNEY inaugura escola Agrotécnica na Região. Jornal de Juazeiro, Juazeiro, BA, Ano 15, n. 980, capa, 17/20 jun. 1988.

SIQUEIRA, Geovani. Osvaldo Coelho: A trajetória política de um visionário. Jornal Gazzeta do São Francisco, Petrolina, PE, Ano 15, n 2.161, 03 a 05 de maio de 2011. Suplemento especial.

SOBEL, T. F. Desenvolvimento territorial: uma avaliação das políticas adotadas no polo Petrolina-Juazeiro entre os anos 1960-2000. História Econômica & História de Empresas, v. 12, n. 1, p.101-129, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.29182/hehe.v12i1.13. Acesso em: 7 jul. 2021.

SOBRAL, Francisco José M. A formação do técnico em Agropecuária no contexto da agricultura familiar do oeste catarinense. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2004. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/253006. Acesso em: 27 jun. 2021.

SOBRAL. Retrospectiva Histórica do Ensino Agrícola no Brasil. Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica – MEC, v.2, n.2, p.78-95, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.15628/rbept.2009.2953. Acesso em: 27 jun. 2021.




DOI: https://doi.org/10.5585/39.2021.20761

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional