Nas curvas do tempo: um encontro entre infância e filosofia

Caroline Trapp de Queiroz

Resumo


Esse artigo traz um recorte pontual de uma das discussões desenvolvidas em pesquisa de mestrado que teve como objetivo estabelecer com crianças um diálogo sobre o conceito de tempo. O propósito para este artigo, em específico, é identificar aproximações entre o que as crianças construíram sobre o tempo e aquilo que nos chegou de reflexão por meio de alguns dos filósofos cujas concepções de tempo são recorrentes em pesquisas que se debruçam sobre essa temática. Os autores que entrarão nesta análise são: Heráclito, Platão, Aristóteles e Agostinho. Em diálogo com eles, são destacados três eixos encontrados nas conversas com as crianças: movimento e mudança, lugar da alma na relação com o tempo e o ser do tempo. Estes eixos foram organizados ao término dos encontros, o que significa dizer que não constituem um caminho escolhido de antemão para estruturar nossas conversas, mas um achado possibilitado pelo próprio processo de pesquisa.

Palavras-chave


Encontro; Tempo; Infância.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N25.6471

Direitos autorais



Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.